segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Tchau Agosto...

Agosto não me leve a mal, mas que ao menos o seu dia final seja doce, porque vamos combinar que nesse ano você foi muito duro e cruel com os meus amigos queridos, deixou marcas de navalha.

Já se foi a época que agosto era o mês dos ventos uivantes por essas paragens campineiras, o calor bateu forte e sem dó, com o clima seco, derrubando a umidade do ar ainda mais.

Além de ter dificuldades para respirar, precisava ser um mês tão marcante assim? Que mania de ser egoísta e aparecido, eita mês que gosta de não ser esquecido!!!!

Que a esperança nos permeie e traga um setembro de primavera o mês todo, com ventos leves, calor terno e chuvas alvissareiras.

Tchau agosto, você não deixou saudades...


terça-feira, 25 de agosto de 2015

Chove chuva, chove sem parar...

Chove chuva, chove sem parar...

Não sei nas suas pastagens, mas nas minhas a coisa estava feia, há 27 dias não chovia e a primeira coisa que via ao abrir minha janela era a nuvem de terra se movimentando bravamente.

A poeira era tanta que sobre os móveis não se podia passar um pano úmido, sob pena da terra virar lama!!!

A qualidade do ar então...melhor nem comentar.

O pobre rio Atibaia estava sucumbindo com a falta de chuvas e captação excessiva.

Essa chuvarada não resolverá todos os problemas, mas amenizará alguns, mesmo que por alguns dias.

Fantástico é dormir com o barulhinho da chuva caindo nas ruas, batendo nas janelas e o vento balançando as folhas.

Difícil foi sair da cama, a chuva é convidativa para dias de preguiça na cama, com um chazinho confortante e um bolinho de bananas. Pelo menos o bolo eu consegui profeticamente fazer.

A passarada está feliz e cantante, os saguis correndo saltitantes pelos fios, mas os meus cachorros estão amuados dentro de casa, sem poder correr pelo quintal.

A vida é assim, não se pode agradar a todos!!! 

Vamos curtir o som da chuva ao som de "It´s raining again", na voz do Supertramp:





* Foto Viviane Sartorato: 20/08/2015

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Sufoco


Alguém aí, além de mim, está se sentindo sufocada com a baixa umidade do ar?

Dificuldades de respirar por causa da baixa umidade dos últimos dias é até que fácil de resolver, nada que um umidificador de ar não resolva, o duro mesmo está encarar a corrupção sem precedentes?

Fico me perguntando se é mesmo assim tão sem precedentes...

Sem resposta, mas sem precedentes mesmo é a divulgação constante dos antigos esquemas, dos velhos políticos corruptos não condenados, ainda, das cifras absurdas desviadas dos cofres públicos, dos empresários da "propina", dos velhos conhecidos problemas de gestão do dinheiro público, mas o que me causou maior falta de ar hoje foi saber que estão intencionando proibir as medidas judiciais para obtenção de tratamentos e medicamentos experimentais ou não, ainda não disponíveis no SUS.

O que é isso companheiro? A canetada da canetada?! Esse país não é sério.

Mal me recuperei e vi mais uma de tirar o fôlego, nem bem o Marco Civil da Internet nasceu, já tem projeto de lei querendo alterá-lo, excluindo do seu texto a necessidade de ordem judicial para a entrega de dados dos usuários.

Pensa na gravidade dessa possível alteração?! No país com muitas leis, mas com pouca efetividade, já não é fácil uma lei pegar e ser cumprida, ainda mais propor que dados de usuários da internet sejam fornecidos sem determinação judicial, bastando a solicitação ser feita por autoridades.

É preciso mais do que colírio alucinógeno meu caro Simão, o Brasil é para os fortes, muito fortes!!!

Enquanto isso...os usuários do site Ashley Madison estão com as barbas de molho com a divulgação do banco de dados dos seus usuários.

Se cuida playboy, trair sua parceira não é certo, não é moral, não é ético e não é bonito. Tudo tem seu preço!!!

O mais interessante nessa história de site para traição é que 95% dos usuários cadastrados são homens, ops, não sou expert em matemática, mas até o padeiro sabe fazer essa conta...é muito homem querendo trair para pouca mulher querendo trair, as conclusões dessa suruba você tira.

Ai meu Deus, ainda estou aqui tentando puxar ar, a poeira está imensa, se passar pano úmido no móvel vira lama e a frente fria só trouxe um vento espalhador de mais poeira e poucas nuvens no céu.


quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Fuja da Ansiedade

Por onde andam os dias de tranquilidade e sossego, com aquelas tardes gostosas, quando os amigos se encontravam na casa de um deles e ficavam proseando até a noite chegar?

Quando nos finais de semana tínhamos tempo para ir tomar sorvete, visitar os avós, se largar no sofá, tirar aquele cochilo saudável?

O tempo voa mesmo, isso não é mais segredo, mas a que ponto chegamos nessa escalada louca da ansiedade humana?!

A comunicação virtual em tempo real não está ajudando muito, só piora o ciclo vicioso da ansiedade, das respostas instantâneas e coisas do tipo.

Ninguém suporta mais esperar alguns minutos pela resposta, manda whatsapp, messenger e ainda por cima liga, se você ainda não respondeu, só porque já se passaram 3 infinitos minutos.

Está difícil ser sã em um mundo repleto de insanos!!!

Não se vive mais o momento, o é insistentemente atropelado e mesmo assim as pessoas não chegam a lugar nenhum.

As doenças da alma e do corpo crescem vertiginosamente.

Todo mundo tem pressa, mas para que mesmo?

Quanta informação que ainda não consegui ler, ver, ouvir e digerir, mas qual o problema, sou humana?!

Não preciso saber tudo, não preciso acompanhar tudo em tempo real, não preciso saber como foi a rodada do brasileirão de ontem, nada disso mudará minha vida.

Menos informação por favor, mais tempo livre para ser o que eu quiser ser!!!

Deixa essa ansiedade avassaladora largar você, sinta-se livre dessa praga, viver livremente é muito mais saudável do que ser escravizada pela ansiedade.

Assine sua carta de alforria, seja livre desse imediatismo banal e superficial.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Pernas Pra Que Te Quero


Enlouqueci de vez, decidi que agora vou correr na rua, cansei do elíptico, vamos ver a vida passar pelas ruas...


Confesso que a cada vez que meu espírito me faz calçar os tênis e ir pra rua, meu cérebro enlouquece, fazendo meu corpo não saber a quem obedecer.

Os primeiros 20 minutos de corrida são terríveis, penso incessantemente "o que estou fazendo aqui?", xingo palavrões impublicáveis, tiro forças não sei de onde, mas sigo meu caminho nem tão firme e nem tão forte.

Uma ajuda significante é escolher uma boa trilha sonora, no meu caso muito rock'n roll, outro fator determinante é saber que se eu ficasse em casa, teria que ouvir a trilha sonora do meu marido!!!

A corrida me faz manter o peso corporal sob controle, mas mais que isso, mantém o peso da alma e do espírito leves.

Depois dos 20 minutos iniciais consigo sentir meu equilíbrio se restabelecendo, minha sanidade voltando, mas não é fácil ter fôlego e pernas para superar metas e vários km.

Enfim, é bom ter pernas para que te quero e poder ver a vida passando pelas ruas da cidade.

Corra Lola, corra!!!


segunda-feira, 10 de agosto de 2015

A Humanidade Está Perdida

A humanidade está perdida, não consigo mais acreditar que o ser humano escape da extinção...

Inacreditável como o egoismo humano é ímpar.

Estou assustada com o cultura do jeitinho brasileiro em franca expansão.

Pessimismo em plena segunda-feira ou é o mês de agosto que me afeta?

Nada disso, realismo puro e sem gelo!

Alguns singelos exemplos:

No trânsito:
  1. você sinaliza com a seta quando necessário?
  2. você faz fila dupla?
  3. você fecha o cruzamento?
  4. você acelera mais ainda quando o semáforo fica amarelo?
  5. você não tolera motos?
  6. (a minha preferida) você utiliza duas faixas para trafegar com seu carrão?
  7. você estaciona em vaga preferencial e/ou exclusiva para idosos ou portadores de necessidades especiais?
  8. você joga lixo pela janela?
No comércio:
  1. você fala bom dia, boa tarde ou boa noite?
  2. você fura fila?
  3. você humilha os atendentes?
  4. você acredita que porque está pagando pode tudo?
No supermercado:
  1. você abandona o carrinho de compras atrás, do lado ou em frente ao veículo do seu lado ou próximo?
  2. você consome produtos dentro da loja?
  3. você não respeita os caixas preferenciais e/ou exclusivos?
  4. você usa o caixa exclusivo para "no máximo x volumes" com mais itens?
No convívio social:
  1. você cumprimenta as pessoas?
  2. você trata os que te servem de alguma forma de maneira cordial?
  3. você se acha melhor do que os outros?
  4. você é do tipo que sempre diz "quem você pensa que é?" e/ou "com quem você pensa que está falando?"
  5. você é adepto do "rouba, mas faz" ?
  6. você é tolerante com os desvios de caráter?
  7. você quando está no exterior segue as regras e diz "aqui sim tudo funciona!!!"
  8. você respondeu sim para a pergunta anterior, mas quando chega no Brasil já começa descumprindo as regras e furando fila no duty free?
Realmente não me interessa saber as suas respostas, mas são perguntas que dizem muito sobre o caráter das pessoas, sobre como cada um age e qual o seu limite de tolerância com o que é errado.

Não é lógico reclamar dos políticos corruptos, quando eles foram eleitos e muito menos ainda, reelegê-los nas eleições seguintes.

Em um mundo onde cada vez mais impera o "cada um por si" não há como ter esperança que dias melhores virão.

Enquanto o ser humano valorizar mais o ter do que o ser, a humanidade caminhará a passos largos e velozes para a extinção, porque o planeta não se extinguirá. mas os seres humanos sim.

* Foto: Viviane Sartorato