segunda-feira, 20 de abril de 2015

Tiradentes: O Mártir da Inconfidência Mineira

As tradições e história do Brasil estão se perdendo com o tempo e muitos apenas pensam no feriado como data para descanso e curtição, esquecendo-se que em 21 de abril comemora-se o dia de Tiradentes.

Joaquim José da Silva Xavier,  o Tiradentes, nasceu na Fazenda do Pombal, localizada entre as cidades de Tiradentes e São João Del Rei, no ano de 1746 e tornou-se mártir do movimento da Inconfidência Mineira, para proteger seus amigos, assumindo toda a responsabilidade.

No final do século XVIII o Brasil atravessava uma grave crise política, com a insatisfação crescente da população pela cobrança excessiva de impostos e a exploração da mão-de-obra local, bem como dos recursos naturais, com a extração predatória de ouro e diamantes.

Com o ideal de liberdade, o movimento pretendia a ruptura com a monarquia portuguesa, que não media esforços para extrair o máximo possível de ouro e pedras preciosas e abocanhava em impostos a quinta parte de tudo que era extraído, por isso o quinto.

Cansados dessa exploração os mineiros começaram a sonegar o quinto, contrabandeando ouro e pedras, escondendo da coroa portuguesa uma parte da obtenção dos recursos naturais.

O movimento foi ganhando força e adeptos, difundindo o ideal da autonomia da província, objetivando conseguirem um governo republicano com mandato de Tomás Antônio Gonzaga, tornarem São João Del Rei a capital,  conseguirem a libertação dos escravos nascidos no Brasil, chegando à implantação da primeira universidade da região, etc.

Os ventos da inconfidência sopravam fortes e atingiram a coroa portuguesa, que não poupou esforços para exterminar os inconfidentes.

O imperador português decretou a prisão dos inconfidentes, que logo foram identificados, mas o mártir acabou sendo Tiradentes, que para proteger seus amigos da punição, assumiu toda a responsabilidade pelo movimento e foi o único condenado à morte efetivamente executado.

Para mostrar sua força e métodos, o governo inflingiu ao Tiradentes mais do que a condenação capital, mas o flagelo de percorrer todo o trajeto até a cadeia pública, onde foi enforcado após a leitura de sua sentença e teve seu corpo esquartejado e espalhado pelos postes das ruas de Minas Gerais.

A demonstração de poder teve como intuito mostrar não apenas o sofrimento de Tiradentes, mas servir de exemplo à população, a fim de inibir movimentos semelhantes contra a coroa portuguesa.

No entanto o tiro saiu pela colatra, como diz o ditado popular, Tiradentes tornou-se mártir não apenas da Inconfidência Mineira, mas foi o símbolo de luta contra a monarquia, sendo adotado pelo movimento republicano como mártir cívico-religioso  e antimonarquista.

Apenas em 1890, já no Brasil República, que a data foi reconhecida como feriado nacional, mas a mancha histórica da sua condenação permanece.

Com o intuito de recuperar a importância da data e do mártir nacional, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro fará no dia 21 de abril um novo julgamento simbólico de Tiradentes, resultando com seu desenforcamento e desquartejamento.

Será um reparo histórico a encenação teatral do tribunal do juri "O desenforcamento de Tiradentes: Justiça ainda que tardia".

O evento foi idealizado pelo professor, historiador e escritor Joel Rufino, diretor-geral de Comunicação e Difusão do Conhecimento do TJ. De acordo com Ruffino, a intenção é "atualizar, para 2015, a luta e o sacrifício do Tiradentes. os queremos propor uma reflexão sobre temas que eram discutidos na época e trazê-los para os dias atuais: liberdade, justiça, dominação estrangeira, abuso fiscal".

O professor acrescenta, ainda, "a classe social ao qual Joaquim José da Silva Xavier pertencia - ele era uma espécie de sargento de polícia - pode ter contribuído para que sua sentença tivesse mais dura do que a dos demais inconfidentes. eles foram condenados à morte, mas suas penas foram comutadas em chibatadas e degredos para África."


Um feriado é sempre bom, mas um como esse, cheio de simbolismos e patriotismo deveria ser lembrado e comemorado verdadeiramente pelo povo brasileiro, ainda mais com temas tão atuais que ainda permeiam a sociedade e a política brasileiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!