terça-feira, 30 de julho de 2013

Viajando de Moto Sem Entrar em Uma Fria


Viajar normalmente exige um certo rigor com a preparação e coisas do tipo, já que muita gente insiste em carregar a casa durante a viagem.

Com o passar do tempo e das inúmeras viagens, aprendi que é preciso ter um certo desapego ao preparar malas, pois é quase certo que levaremos muito mais coisas do que usaremos.

Agora se a viagem for de moto, aí sim o desapego deve ser total, pois o espaço para malas é restrito e não tem jeito.

A dica é pensar em levar apenas o essencial e se possível peças que você possa dispor durante o percurso, abrindo espaço para pequenas aquisições de última hora.

Como assim dispor durante o percurso? É isso mesmo, jogar fora, lixo sem dó nem piedade. Para isso sempre temos peças velhinhas no guarda roupas, pode apostar.

Outro cuidado é com produtos de higiene e beleza, utilize embalagens plásticas pequenas, mesmo que sejam adaptadas, assim você leva uma quantidade reduzida, evitando exposição às alternâncias de temperatura.

O ideal para esse tipo de situação é as amenities de hotéis, são sempre de ótimo tamanho e práticas para serem levadas em qualquer espaço.

Não esqueça do kit de primeiros socorros, com o básico, lógico, além dos seus remédios de uso constante, anti diarreico e analgésico, lembrando sempre que se você usar remédios que dependam de prescrição médica, não conseguirá compra-los sem a receita.

Documentos de identificação pessoal, plano de saúde, seguro de vida e remoção, seguro da moto e coisas do tipo não devem ficar de fora jamais.

Assim como baterias extras para celulares, certificar-se de que a bateria da máquina fotográfica está completa, adaptador universal para tomadas, carregadores de celulares, máquinas fotográficas e demais equipamentos eletrônicos essenciais.

Básico, mas muitas vezes negligenciado, atualizar o mapa do GPS para a região que visitará.

Escolha hotéis/pousadas que ofereçam um conjunto bom de amenidades (as famosas amenities), assim você não se preocupa com secador, ferro de passar roupas, sabonete, etc e tal.

Se você está achando tudo isso uma loucura, calma aí, o que mais ouço de amigas quando viajo de moto é “como você vai fazer com secador de cabelos?”.

Roupas de proteção e de frio também são peças essenciais e devem ser de boa qualidade, a fim de não transformar sua viagem em uma tortura.

Com esses cuidados básicos, mas essenciais, a sua viagem será mais tranquila, pode acreditar.

Não caia na tentação de fazer uma mochila pesada e colocar nas costas, dependendo da distância a ser percorrida, você não vai aguentar carrega-la, lembre-se você não é tartaruga para carregar casco.

Outro ponto que faz toda a diferença, preparo físico, isso significa ter uma boa sustentação de coluna, lombar e abdômen fortalecidos e pernas com musculatura em dia, pois a posição da moto exige muito de um conjunto de grupos musculares, além de muita disposição.

Em resumo, viajar de moto não é para os fracos, é preciso ter muita disposição, desapego e saber curtir a vida com todos os imprevistos sem maiores dramas.

* Foto: Gettyimages

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!