terça-feira, 2 de julho de 2013

"Mendigo Bico Fino"


Apenas hoje li na revista Piauí de junho uma notícia que me entristeceu, o Bola, conhecido morador de rua da zona sul carioca, faleceu em 28 de abril último.

Para quem não conhece, Bola é uma figura folclórica carioca, que desde cedo, aos 8 anos de idade, decidiu viver de forma livre, deixando a família em Nova Iguaçu para morar nas ruas da região do Jardim Botânico.

Octávio Moreira Junior, o Bola, era conhecido por porteiros, garis, frentistas, turistas, proprietários de restaurantes, bares, padarias, etc. daquela região.

Por sua simpatia e escolha de vida simples, vivia nas ruas do bairro, recebendo comida dos melhores estabelecimentos, como o Olympe, de Claude Troisgros, do Le Pain du Lapin, da Pin Pin Sucos e tinha a capacidade de identificar os ingredientes das maravilhas gastronômicas que desfrutava como cliente “VIP” desses estabelecimentos.

Figurinha carimbada, como costumamos dizer, vivia pelas ruas, guardava seus poucos pertences no depósito do posto de coleta de lixo da COMLURB, contava com a simpatia de todos, já foi objeto de reportagens, matérias de revistas e muito mais.

Sempre apostou na fórmula da simplicidade, do desapego, menos no que diz respeito à gastronomia, fazia questão de comer bem e para isso contava com os camaradas dos restaurantes, bares, padarias e lanchonetes do bairro.

Teve o privilégio de provar com exclusividade alguns dos pratos mais famosos de restaurantes famosos, enfim, era uma figura ímpar.

Jovem, mas obeso, com índices astronômicos de triglicerídeos, diabete controlada apenas à base de remédios recebidos como amostra grátis, sua saúde inspirava cuidados especiais e preocupações dos profissionais da saúde pública, mas nada disso adiantou.

Pós saído de uma pneumonia, sentiu-se muito mal, com falta de ar e buscou ajuda no hospital público Estadual Carlos Chagas, na zona norte e lá faleceu, sozinho, provavelmente sem identificação, já que sua identidade foi encontrada em sua mochila na COMLURB.

Os amigos, camaradas e simpatizantes do bairro receberam a notícia do seu falecimento com tristeza e seu lugar no jogo de dominós continua vazio, os amigos feirantes lamentam a perda.

Ninguém sabe nada sobre seu sepultamento e temem que tenha sido enterrado como indigente.

Uma pessoa que escolheu viver de forma livre, pelas ruas, mas com dignidade, com gosto refinado pela culinária, tanto que ficou gentilmente conhecido como "mendigo bico fino", com amor aos amigos, criando vínculos e laços com seus convivas de rua.

Uma pessoa assim deixa saudades, particularmente não o conheci pessoalmente, mas acompanhei à distância sua trajetória pelas ruas do Jardim Botânico e concordo que era uma figura que nos fazia refletir.

Em um mundo globalizado, de consumo exacerbado, de informação em tempo real, onde as pessoas são pelo que possuem e não pelo que são de verdade, o Bola vai deixar saudades.

* Título é referência à matéria da revista Piauí de agosto/12.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!