segunda-feira, 6 de maio de 2013

Mercedes Classe A

A Mercedes desembarca no Brasil seu novo modelo Classe A, mas antes que você torça o nariz, esse é um novo carro, sem nenhuma conexão com aquele antigo Classe A dos anos 90 que você pensou aí.

O carro foi apresentado em 2012, mas desembarca por aqui apenas agora, quer dizer, chegaram os de vitrine e testes, mas ainda sem exemplares a pronta entrega nas lojas da marca, mas isso é outra coisa.

Vamos ao carro, é um belo compacto médio, arrojado nas linhas, designer moderno, acabamento impecável, interior digno de um Mercedes e preço também!

A marca tenta com esse lançamento conquistar novos consumidores brasileiros, os jovens que cada vez mais entram no segmento de carro de luxo, é a porta de entrada para o universo Mercedes, uma bela porta, diga-se de passagem.

Ficha técnica da belezura:

1.6 turbo gasolina, lógico, atingindo 156 HP a 5.300 RPM, câmbio automatizado 7G-DCT de dupla embreagem e sete velocidades, com opção de trocas seqüenciais por meio de palhetas colocadas atrás do volante do lado direito, com direção eletromecânica.

Interior é um mix de tecido e couro com detalhes em cromo prateado, com bancos em formato de concha dando maior esportividade ao interior, com bancos dianteiros com encostos de cabeça integrados e bem altos, o que podem dificultar a visão e principalmente as manobras em marcha ré, já que não conta com o acessório de série do park assist, mas tenho certeza que consigo conviver sem isso!!!

Sistema de som Áudio 20, com tela digital de 5,8 polegadas no console central do veículo, mas sem kit multimídia, que constam nas versões européias, mas não funcionam por aqui, ou seja, possui rádio, leitor de CD, interface com o display, acesso a arquivos do celular, Bluetooth, entradas de áudio e auxiliar, mas sem GPS na tela, se quiser vai ter que comprar de um indicado da Mercedes.

Versões Style e Urban disponíveis no Brasil, a Style é a de entrada, que, segundo a própria marca, estima-se que será responsável por apenas 20% das vendas do Classe A, ficando o Urban com o restante dos 80% do mercado brasileiro.

O que isso significa na prática? Poucas diferenças que pesam no bolso R$ 10.000,00, vamos a elas:

Style: R$ 99.900,00
- Airbags frontais, laterais, de cortina e de joelhos
- Ar-condicionado digital
- Alerta de perda de pressão dos pneus
- Controle e limitador automático de velocidade
- Detector de fadiga do condutor
- Sistema ECO start/stop
- Sistema Áudio 20, com rádio, leitor de CD, interface com display, acesso aos arquivos do celular, Bluetooth, entradas de áudio e auxiliar
- Sensor de chuva
- Volante com 12 funções e teclas para troca de marcha

Urban: R$ 109.900,00
Tudo isso e ainda escapamento duplo, com ponteiras ovais e acabamento cromado e faróis bixenon com luzes diurnas de LED e limpadores.

Um fato interessante, a versão Urban perde os faróis de neblina que são itens de série na Style, vai entender?!

Fui olhar de perto o carro e o Urban é muito agradável aos olhos, confortável por dentro, faz você se sentir em um Mercedes de verdade, um carro de luxo em todos os sentidos.

Mais que isso não posso falar, não tive a honra de pilotá-lo, mas a minha sensação é de que vou gostar muito, enfim, um carro para chamar de seu, mas como todo importado no Brasil com preço alto, que infelizmente o mercado absorverá, então sorte da Mercedes, que vai ganhar bem com isso.

Outro dia escreverei sobre o meu comparativo do Classe A Urban com o BMW Série 1 118i, que para minha surpresa foi muito próximo do comparativo dos especialistas que ganham para isso.

Confesso, fiquei com vontade de trazer uma Classe A Urban Azul para casa, meus cães iam adorar dar uma voltinha nele e eu também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!