domingo, 6 de janeiro de 2013

Rally Dakar 2013




O Rally Dakar 2013 já começou, a poeira comerá solta entre 05 e 20 de janeiro, percorrendo Peru, Argentina e Chile.

Dificuldade maior do que percorrer a rota do Dakar 2013 é acompanhar daqui do Brasil o evento, pelo menos ela televisão, seja aberta ou paga, mas a internet nos salva.

O percurso desse ano é o seguinte: largada no Peru, saindo de Lima, passando por Pisco, Nazca, Arequipa, entrando no Chile por Arica, Calama, entrando na Argentina passando por Salta, San Miguel de Tucumán, Córdoba, La Rioja, Fiambalá, voltando para o Chile em Copiapó, passando por La Serena, finalizando na capital chilena, Santiago.


Serão no total mais de 8.000 km percorridos, comendo poeira, atravessando o Atacama, passando pelo Pacífico, cruzando a Cordilheira dos Andes, chegando em Santiago.

Quanto aos pilotos e marcas, ficam para outra vez, o que me chamou a atenção esse ano foram duas equipes diferentes, uma formada por ex combatentes militares norte-americanos e ingleses das guerras do Afeganistão e Iraque.

A equipe começou a nascer há 18 meses, tendo como motivação arrecadar fundos para ex combatentes portadores de deficiências físicas provocadas pelas guerras.



Assim nasceu a “Race2Recovery”, formada igualmente por portadores de deficiências físicas provocadas pelas guerras, evento ideal para mostrar a capacidade de superação do ser humano.

A Land Rover abraçou o projeto, apoiando a equipe, que participará dessa edição do Rally Dakar com 4 carros e três caminhões de apoio, mostrando ao mundo e principalmente aos próprio norte-americanos, que há vida digna para os ex combatentes com deficiências físicas.

Outra equipe muito interessante foi formada pelo famoso time de futebol argentino Boca Juniors, que participará com uma equipe de moto, a Moto Team by Elf, que contará com dois pilotos também argentinos, correndo com motos Yamaha.



A causa é igualmente nobre, arrecadar fundos para a Liga Argentina de Luta Contra  Câncer.

Funcionará da seguinte forma, a cada quilômetro rodado a patrocinado do time de futebol, a Total, doará 1 peso para a Liga Argentina de Luta Contra  Câncer, vamos torcer pelos pilotos Eduardo Alan e Pablo Busin.

No mais o Rally terá as aventuras e competições de sempre, que fazem desse Rally um dos mais difíceis e desafiadores do mundo.

Boa sorte aos competidores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!