segunda-feira, 16 de julho de 2012

Sou Normal ?!


O fim de semana passou rápido, o frio chegou e se instalou, mas tá valendo, é ótimo para fazer uma refeição mais quentinha, que pede um bom vinho e coisas do tipo.

A vida é mesmo uma descoberta, cada coisa que se descobre com o tempo e o mínimo de observação.

Acupuntura, por exemplo, é uma das melhores oportunidades de terapia e massagem então?! Ficar na sala de espera de consultórios médicos e afins vale mais do que uma sessão de terapia, muito embora eu nunca tenha feito!!!

De repente você vê a pessoa sentadinha na sala de espera e já faz logo aquela análise de reconhecimento da pessoa, mais ou menos assim: essa tem cara de ter 50 e poucos anos, ser mimada, dondoca e fútil ou nossa que cara ranzinza, será que essa criatura vive de mal humor?

Aí começa aquele bate papo de sala de espera, ou a secretaria começa perguntando em alto e bom som os dados da pessoa, idade, endereço, telefone, profissão etc e tal.

Com essas informações cadastrais já facilita aquela análise preliminar, já é possível derrubar algumas impressões.

Como sempre tem quem goste de contar a vida e tem quem fale mais alto do que precisa, com frequência ouço a sessão consultiva inteira e, confesso, que as vezes me seguro para não dar palpites.

Com isso descubro a cada dia que sou muito mais normal do que eu pensava, isso mesmo, super normal.

Primeiro detesto discutir a relação, que coisa mais chata e sem efeito prático! Daí sempre achei que estava a léguas da normalidade.

Segundo, nunca fiz terapia e tenho amigas terapeutas que se divertem comigo, acho mesmo que eu até gostaria de ir lá bater papo e tentar entender porque as pessoas complicam tanto a vida, mas não vai ser agora.

Terceiro, decidi desde muito cedo que não queria ter filhos e opteis por animais de estimação, não que esses sejam mais fáceis, mas duram menos!!!

Quarto, amo carros e meu programa preferido é visitar concessionárias e ver os novos lançamentos, test drive eu amo.

Quinto, detesto shopping center, eita lugar de enlouquecer as pessoas, devia ser proibido passear no shopping.

Sexto, não tomo nenhum anti depressivo, ansiolítico, remédio para emagrecer e outros afins.

Sétimo, novela nem pensar, fico com aquela cara de óvni quando começam a falar das empreguetes, descobri há pouco do que se tratam.

Oitavo, minha bebida preferida é whisky 12 anos para começar.

Bom a lista poderia continuar vastamente, mas acho que também não precisa de tanto, afinal de contas normalidade é apenas uma questão de referencial.

Descobri que as pessoas são muito mais infelizes do que eu imaginava. A quantidade de gente que vive a base de drogas de todos os tipos e naturezas é impressionante, diria que é triste.

Faz tempo que o mundo mudou, a globalização criou tantas oportunidades e conhecimento, mas nada é suficiente para preencher o vazio que cresce cada vez mais dentro das pessoas.

O motivo dessa esquisitice toda eu não sei, mas tenho um palpite, as pessoas inverteram os valores das coisas na vida. O alimento do espírito ficou escasso, o da alma segue o mesmo caminho e o do corpo ficou abundante demais, perdendo em qualidade.

O consumismo desenfreado assolou a vida das pessoas e as escravizou de tal forma que é aviltante.

É um ciclo muito forte e difícil de ser quebrado, primeiro porque as pessoas nem percebem que estão nele, muito menos como fazer para sair.

Triste ver quanta energia é desperdiçada com a busca do nada, é muito dolorido colocar o dedo na ferida e ter atitude para mudar o rumo das coisas, não é fácil, mas só isso realmente transforma a vida.

O resto é ...apenas o resto.

Boa semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!