terça-feira, 3 de abril de 2012

Rodinhas Nos Pés: Montevideo

Desta vez trago como sugestão para a coluna Rodinhas nos Pés um roteiro de alguns dias em Montevideo, no Uruguai, prepare-se para essa viagem agradável e surpreendente.

A América é um continente com muita diversidade, a do Sul então nem se fale, é possível conhecer culturas diferentes sem ir muito longe e a um preço bastante atrativo.

A dica de roteiro é ir para Montevideo, no Uruguai, 4 dias são suficientes para conhecer a cidade, usufruir das suas delícias e ainda dar uma passadinha em Punta Del Este, um dos balneários mais famosos do mundo.

Se você vive no estado de São Paulo minha sugestão é que verifique os preços da Pluna, companhia aérea uruguaia que voa direto do aeroporto de Viracopos para Montevideo, em 2:15h.

Muito já se falou da Pluna e ainda há muita dúvida sobre sua operação no Brasil, mas importante mencionar que eles operam em Viracopos, tendo neste aeroporto sua base de operações, o serviço a bordo é bom, mas todo o consumo é pago, com preços em US$.

As aeronaves são Bombardier, com 90 lugares distribuídos em dois assentos de cada lado do corredor da aeronave, quem voa de Azul está acostumado com essa disposição de assentos.

Comprando as passagens pelo Brasil há a franquia por passageiro de 20 kg de bagagem, tanto para a ida quanto para a volta, mas não exceda, porque as taxas são salgadas.

Antes de decidir conhecer o Uruguai vale a pena pesquisar um pouco da sua história, você descobrirá que esse pedacinho do Cone Sul já foi do Brasil, mas isso vou deixar para você descobrir sozinho

Montevideo é uma cidade litorânea, banhada pelo Rio da Prata ou Mar Del Plata como é conhecido, tendo uma localização geográfica privilegiada, com um por do sol maravilhoso.



Como toda capital tem uma vocação urbana, cosmopolita e de boa gastronomia, proporcionando ao turista várias surpresas.

Se você optar por fazer a sua viagem sem a interveniência de agência de turismo, ou seja, nada de pacote, você não vai ter nenhuma dificuldade com transporte, hotel, passeios, etc, então vá com fé.

Câmbio: a moeda do Uruguai é o peso Uruguaio, que, em média, com R$ 1,00 compramos P$ 10,00, então fica fácil saber o preço de tudo, é só dividir por 10 o valor das etiquetas.

Leve alguns Pesos do Brasil ou troque na chegada do aeroporto de Carrasco, assim você tem moeda local para pagar o táxi, mas fica a dica que os taxistas oficiais do aeroporto aceitam R$l. Uma viagem de táxi do aeroporto, usando esse serviço de táxi oficial, é em média 50% mais caro do que os demais táxis, mas como apenas esses oficiais estão habilitados a operar no aeroporto, ou você paga mais, ou dá um jeito de deixar agendado com outro taxista que te pegue no aeroporto no horário marcado.

Há várias opções e estilos de hotéis, tudo depende da sua disposição em gastar. Optamos por um business e nos demos muito bem, boa localização, atendimento de boa qualidade e próximo à região central.

Se você está se perguntando sobre o que fazer em Montevideo, comece por um jantar revigorante, vá até o restaurante Cocina De Pedro, não é um restaurante que faça parte do circuito turístico, mas é excelente, do atendimento ao ambiente, passando pelos pratos deliciosos. O preço é muito bom, principalmente se você consumir vinho, a sugestão é provar os uruguaios de uva tannat, surpreenda-se com a qualidade do vinho uruguaio.



Programa-se para passar um dia todo passeando pelo centro da cidade, conhecendo as praças, edifícios históricos, o Teatro Sollis, etc.


Vale a pena fazer a visita monitorada no Teatro Sollis, é uma visita por dentro e por fora do teatro, acompanhada de guia, podendo optar por guia falando em português ou em espanhol.



Não deixe de caminhar até o Mercado do Porto, um prédio antigo, bem ao estilo de mercados municipais, que oferece uma variedade de restaurantes e parrillas que deixa qualquer um louco, difícil resistir, mas escolha o que mais te agrada e sente, a comida é boa em todos eles, os preços são para turistas, mas vale a pena.

Minha sugestão é comer no La Chacra Del Puerto, o cordeiro feito lá é muito bom, com tempero suave, mas as demais carnes também são boas. Com o calor da caminhada, tomar uma cerveja de litro bem gelada é uma ótima pedida, escolha a sua e tim tim.



No mercado é possível ainda comprar umas lembrancinhas e coisas do tipo, na frente tem uma feirinha com alguns artistas expondo seus trabalhos, mas nada tão fascinante assim.

No domingo pela manhã você pode aproveitar para ir até a famosa feira Tristán Narvaja, mas vá antes de ir ao centro e ao mercado, pois ela termina por volta de 14h, agora se você não curte tanto feiras, como eu, vá passear pelas ruas do centro e só passe para ver a feira, tipo uma fotografia!!!

Na região central você encontra mercadinhos tipo mercearia, com um serviço de padaria muito interessante, onde você pode comprar as famosas medias lunas e sair comendo, tipicamente um passeio urbano.

As empanadas também são boas, mas não são como as argentinas, já a carne...meu amigo vale muito a pena provar.

Bom, depois de caminhar bastante, comer como um rei e encher a pança de cerveja, não vai rolar uma longa caminhada, então ande ali por perto do mercado, conheça a escola naval, caminhe na praia e pegue um táxi para ir para o shopping, por exemplo, pois faz muito calor em Motevideo nessa época do ano e nada como ficar no fresquinho do shopping.

Se você gosta de gastar em shopping, Montevideo não é o seu lugar, primeiro porque os preços não são tão convidativos assim, mesmo com o câmbio favorável, os preços são praticamente os mesmos que os daqui, além disso não há grandes opções em lojas locais ou redes diferentes.

Muitas das lojas ou corners são marcas brasileiras, ou globais, não restando tantas opções de marcas locais, então apenas se você realmente gostou de algo é que vale a pena comprar, lembrando sempre que você tem apenas 20 kg de bagagem sem custo adicional, não se empolgue.

O Shopping Punta Carretas é o mais chique de Montevideo, nasceu no bairro de Punta Carretas, bairro descolado, com muitos restaurantes, bares, estabelecimentos comerciais e o famoso clube de golf. O bairro recebeu esse nome porque no passado as carretas vinham repletas de produtos para serem comercializados na punta desta praia, então ficou conhecido como punta carretas.

O  Montevideo Shopping é outra boa opção, menos fino, mas com preços melhores, então se você curte andar em shopping, vá aos dois.

Termine seu dia caminhando na orla da praia, apreciando a paisagem, caminha na areia, molhe os pés na água fria do Mar Del Plata, sente na mureta do calçadão e aprecie o por do sol, lembrando que por ser uma cidade bem ao sul, o sol se põe mais tarde, dando um show no horizonte.



É possível aproveitar o fim de tarde fazendo um happy hour no deck do seu hotel ou em qualquer dos bares da cidade, mas tem que ser em um que você consiga ver o por do sol.

Como dica de um bom jantar, em um lugar descolado, com boa comida e bom atendimento ali ainda em Punta Carretas, vá ao Bar Lobo (Coronel Mora 495, Montevideo 11300) , você não vai se arrepender.



No Bar Lobo você pode saborear de carne a peixe passando por massas e frutos do mar, ficam as dicas de saborear o risoto de lagostini (o camarão grande deles) ou a corvina negra com purê rústico, são muito bons. Para beber, optando por peixe ou frutos do mar, minha recomendação é saborear um vinho chadornnay, também de produção uruguaia é um vinho jovem, frutado, que acompanha muito bem essa refeição.

Se depois da entrada de petiscos/patê e de qualquer um desses pratos escolhidos couber algo mais, caia na tentação de comer uma das deliciosas sobremesas que a casa oferece. O creme brulle de balleys é ótimo, assim como a torta de chocolate.

Se ainda tiver disposição, cabe uma caminhada na praia, namorar um pouco e terminar a noite depois de um dia bem curtido.

Agora você já conhece um pouco de Montevideo e pode ir para Punta Del Este, um balneário muito famoso por suas belezas naturais e por ser o lugar escolhido de muitos ricos e famosos, principalmente das celebs brasileiras.

Para ir para Punta você pode alugar um carro ou fazer o passeio com uma das agências que oferecem o serviços, acho mais fácil usar a agência nesse caso, assim você já faz um overview de Piriapolis e Punta, passando ainda pela Casa Pueblo, fundada pelo artista uruguaio Carlos Paez Vilaró.



Essa viagem até Punta é bem agradável, possibilitando que se conheça um pouco mais sobre os hábitos do uruguaio, além do que, dependendo do hotel que você está, vai passando por toda a costa até a saída para Punta, uma bela paisagem de Montevideo.

Em Piriapolis é possível fazer uma parada no Cerro Santo Antonio, um cerro que tem uma bela paisagem do mar, com alguns estabelecimentos comerciais no topo, onde se pode comprar uma lembrancinha e tomar um café, além de tirar belíssimas fotos. Há um teleférico que faz o transporte de ida e volta do topo até a praia, é uma boa dica de passeio.


Nesse cerro há uma capela pequena com a imagem de Santo Antonio trazida por Francisco Piriá da Itália, a estátua fica alojada na capela, aberta ao público.

A cidade é cercada por vários cerros, um deles recebeu o nome de Pão de Açúcar, possui uma estátua do Cristo, mas muito menor do que a do Rio de Janeiro.

Enfim, é uma cidade que nasceu da visão de um empreendedor, que acreditou no poder da sua idéia e da localização privilegiada de suas terras, tornando-se um balneário secundário à Punta.

Entre Piriapolis e Punta temos a Casa Pueblo, uma construção que toma dimensões faraônicas se pensada que começou com um construção para a moradia de Carlos Paez Vilaró, artista plástico uruguaio.


A construção foi crescendo e hoje está dividida entre um hotel, a Casa Pueblo e a casa onde mora o artista. É possível visitar a Casa Pueblo, vale a pena a vista e a história embarcada no local.

Já em Punta Del Este o espetáculo é da natureza e do homem, o balneário tem um beleza natural que atrai turistas do mundo todo, especialmente ricos e famosos do Brasil, que escolherem esse lugar para passar a temporada de verão, que começa em meados de novembro e termina em meados de março.

Nesse período de alta temporada os preços ficam mais altos ainda, a cidade recebe milhares de turistas, tornando-se um forte ponto de gente bonita, endinheirada e baladeira.


Em Punta fica o Hotel Cassino Conrad, um luxuoso 5 estrelas em formato de navio que possui um belo cassino, as diárias em baixa temporada ficam por volta de US$ 200.00, na alta sobem para US$ 600.00 é possível visitar o hotel e o cassino, vale a pena.

Confesso que no cassino me senti deprimida, pois o sol brilhando lá fora, aquele mar lindo esperando a todos de braços abertos e as pessoas ali naquele cassino, onde não se sabe se é dia ou noite, em um ambiente extremamente colorido, com muitas informações visuais e pronto para se gastar rios de dinheiro!

Fico aqui pensando que seria muito mais interessante e saudável sentar na praia para apreciar a paisagem, mesmo que ficasse na mão com um livro de ponta cabeça, mas vendo o mundo e não se escondendo dele, mas esse foi apenas um desabafo, vá conhecer o cassino, mas não gaste muito lá.

Almoçar em Punta é uma grata surpresa, cheia de restaurantes charmosos, com ambientes dos mais variados, comida internacional e preços altos, mas um luxo que todos nós merecemos.

No cais é possível apreciar os lobos marinhos que vêm tirar um cochilo no píer e ganhar um peixinho dos pescadores, uma vida fácil a desses lobos marinhos, são muito fofos.


O mercado de peixe também tem uma variedade de peixes e frutos do mar que dá até vontade de ter uma cozinha para preparar algo para o jantar!!!!

O comércio local segue o mesmo calendário de alta e baixa temporada, sendo os preços diretamente proporcionais às temporadas.

Caminhar pelas lojinhas, cafés, restaurantes e cais do porto já é um passeio e tanto, mas sempre tem uma coisinha nos esperando para ser comprada em uma lojinha, não tem jeito e a mala só vai aumentando seu peso!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!