segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Pajero TR 4

Estou gostando de ver a repercussão desta coluna, o pessoal acessa, comenta e indica para os amigos, provando que mulher também curte o mundo automotivo.


Bom, como o assunto é carro, hoje o eleito foi o Pajero TR 4, da Mitsubishi.

Notícias fresquinhas do forno, ou melhor, da montadora, em breve chegam nas concessionárias as novas opções de câmbio, é isso mesmo, o modelo 2012 já está nas concessionárias, mas vem mais por aí.

A marca percebeu que o nicho do TR 4 é muito bom e sem concorrentes, mas há quem busque o jeep apenas porque gosta do estilo e designer, mas não precisa de um carro 4 x4.

Pensando nessa parcela do mercado, chegam as versões 4 x 4 agora apenas com câmbio automático e a novidade fica por conta da 4 x 2 com câmbio mecânico.

Uma opção que vai abocanhar uma boa parcela de quem hoje opta por Ford Ecosport, Renault Duster e outros carros.

A nova versão terá um preço melhor do que as atuais 4 x 4 mecânicas, uma diferença na casa de R$ 6.000,00, que fará muito consumidor mudar de idéia na hora da escolha do zero km.

Quem conhece o TR 4 recomenda, é um excelente carro para quem curte cidade, terra, asfalto e chuva, o jeepinho desenvolve bem, tem firmeza e bom desempenho.

O ponto fraco é o consumo, a versão flex com álcool faz na media 6,5 km/l na estrada e 9,5 km/l com gasolina, isso com o câmbio automáticoe pisando macio.

Tá bom, vamos combinar que para o motor forte que tem, automático de 4 marchas apenas, não é lá um consumo assim gastão no máximo.

Muda o combinado câmbio x tração, mas a motorização não tem previsão de novidades, bem como mudanças no designer, pelo menos é o que garantem minhas fontes diretas da montadora.

As cores também não trarão novidades, a minha preferida é a vermelha, mas coisa rara nas concessionárias, brasileiro gosta muito de preta e prata, com suas variações, a branca está voltando a ganhar mercado, no mais...mesmice.

Tenho a versão automática e estou trocando por uma mecânica, mas ainda vou pegar as últimas 4 x 4, porque quando a gente precisa faz a diferença.

Ninguém entende porque por opção minha vou mudar de câmbio, mas é simples: automático é pra quem gosta apenas de dirigir e mecânico para quem gosta de pilotar, uma diferencinha básica!

Como sugestão para novas versões fica incluírem câmbio automático de 6 marchas ou o CVT, já passou da hora da Mitsubishi aposentar esse câmbio ultrapassado de 4 marchas e não apenas no TR 4.

Ficando no mundo dos Pajeros, se você ainda não percebeu, o Pajero Sport saiu do cenário de fininho, eu diria que bem a francesa por ser uma marca japonesa.

Não entendi até agora porque pararam de fabricar o modelo, não tenho estatísticas, mas é um dos modelos que mais vendem da marca.

Não colou o argumento de que foi substituído pelo Pajero Dakar, são carros bem diferentes.

Então quem comprou o Pajero Sport zero recentemente guarde-o porque vai virar objeto de desejo e vai deixar saudades!

Chegaram também nas concessionárias os primeiros modelos 2012 do  Pajero Full 3 portas,  esse sim é objeto do meu desejo profundo! Mas o preço é impeditivo: R$ 150.000,00 a versão gasolina e R$ 170.000,00 a diesel. Uma cor nova, a branca, mas não é uma branca comum tipo ambulância, tem um brilho que não chega a ser perolizado  nem metálico, só vendo ao vivo e a cores para entender.

Bom, como não rolou comprar a Fullzinha, como carinhosamente chamo a Full 3 portas,  saí com meu TR 4, 4x4, Vermelho Bordeaux.

Quem sabe na próxima troca chego mais perto da Fullzinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!