quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Dia Mundial Sem Carro


22 de setembro é o Dia Mundial Sem Carro, coisa que parece fácil, mas de fato não é, principalmente nos grandes centros urbanos brasileiros, onde o transporte público não apresenta a qualidade necessária para atender a crescente demanda da população.

Os jornais anunciam o dia com matérias sobre as polêmicas envolvendo o uso de carros e coisas do tipo, o que faz todo o sentido, tendo em vista a quantidade de carros que circulam pelas ruas e a dependência que criamos do uso do automóvel.

Não é fácil abrir mão do uso do carro, mesmo que seja por um dia, não apenas porque somos dependentes desse meio de transporte, mas também porque em muitos casos é o mais eficiente.

As campanhas para o uso da carona, ou seja, aproveitar um mesmo carro para o uso de vários passageiros é muito racional, mas na prática não tem se mostrado tão eficiente, pois conciliar interesses, horários e a disposição em compartilhar é uma tarefa quase impossível em um mundo cada vez mais individualista.

Conheço pessoas que moram no mesmo bairro que eu e que trabalham na mesma empresa e em empresas próximas, mas não é possível fazermos um rodízio de carros, cada um tem seus horários, suas demandas, seus compromissos e coisas do tipo, lógico que a possibilidade de uma carona esporádica sempre existe, já a exerci várias vezes, mas daí a criar o hábito há um longo caminho.

O uso de bicicleta tão difundido em países europeus não faz muito sentido em um país com as dimensões do nosso e com o clima predominantemente quente, além do que é indicado para percursos de até 5 km, o que na maioria das vezes está muito aquém das nossas necessidades.

A idéia de não usar carro, ou usar carros compactos, com menor emissão de poluentes, carros elétricos, etc é louvável, mas está muito distante da nossa realidade.

De qualquer forma fica a data, para que criemos o hábito da discussão do assunto e quem sabe com criatividade possamos desenvolver novas formas de transporte, porque a depender do poder público continuaremos à mercê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!