terça-feira, 19 de julho de 2011

Inverno Seco

Que eu prefiro o calor ao frio não há dúvidas, mas daí a esses dias quentes em pleno inverno com a umidade relativa do ar tão baixa é o fim da picada.

São várias estações em um único dia, tem que ter muita criatividade e praticidade ao se vestir pela manhã para enfrentar o dia de trabalho e não se sentir uma cebola sendo descascada.

O que tem mais me incomodado é o ar seco, isso sim é de acabar com a saúde de qualquer um, até meus cães estão sentindo a baixa umidade.

Sábado a noite minha balada foi no pronto atendimento do Centro Médico, fiquei impressionada logo na entrada, o estacionamento é pago, nunca vi isso, ir ao hospital que tem estacionamento e ter que pagar, já achei que tivesse ido ao shopping center e não ao hospital, mas vamos com fé.

O local está em reforma “para melhor atendê-los”, mas falta iluminação no estacionamento pago, será que não pagaram a conta de energia elétrica? Faltam placas de sinalização e indicação que o pronto atendimento é lá no fim do mundo.

Concordo que sou chata, mas o esquema de atendimento é eficiente, deve ter sido inspirado em telemarketing, como sou preparada levei meu tricô, é isso mesmo, tricô, passa o tempo, você pode conversar enquanto espera e ainda faz coisinhas bonitas e quentinhas para doação.

Obra da baixa umidade, o pronto atendimento estava lotado, algumas horas depois estava eu indo embora com o maridão medicado.

A semana começou com calor, mas com previsão de chegada de frente fria, que melhorará a umidade do ar, será, estou de regata e nada de chuva.

Para ajudar, achamos na água do bebedouro do trabalho uma borra não identificada, tipo uma água viva no copo de água, coisa fina!!! Aí complicou a minha vida, não é possível passar sede, já há restrições quanto à comida servida no restaurante, agora não poder beber água é o fim da picada.

Vou montar um esquema de sobrevivência melhor, vou incluir no meu kit garrafa de água, vai ficar mais pesada e cara, fazer o quê?!

Estou precisando de férias isso sim, viajar e curtir a vida. Mais alguns meses e elas chegarão. Desta vez a programação, reservas e roteiros ficaram com o maridão, não sei se isso vai dar certo, homem bom de planejamento é engenheiro, o meu é economista, vamos só ver...Será que vou precisar deixar pronto um plano B?

Ando me divertindo muito nesse inverno com altas temperaturas, a mulherada despenca dos armários as roupas de frios e botas, mesmo que não faça frio para isso, é muito engraçado.

É um festival de botas, casacos, blusões, cachecóis e assim vai, fico eu só vendo e pensando como mulher sofre, tudo isso para usar os hits da estação, sem contar nos abusos, esses então são os mais divertidos.

A mulherada por aí não está nada conservadora no visual, é uma mistura de coisas, gerando um acúmulo de informações na produção que não sei como é possível ter idéia do conjunto.

As pessoas deveriam tirar uma foto antes de sair de casa, principalmente para ir trabalhar, e dar uma olhadinha na tela do computador, analisar criticamente e tenho fé que perceberiam os excessos.

Enquanto isso, a gente vai se divertindo, assim não falta assunto para escrever.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!