quinta-feira, 30 de junho de 2011

A Arte e a Vida

O que seria a vida sem a arte? Parece fútil e de menor importância a pergunta, mas não é, as mais variadas expressões de arte fazem parte do nosso dia-a-dia, como a música, a dança, o cinema, a culinária, a literatura, etc.

Em tempos de convivência tão hostil e competitiva no ambiente corporativo, não há muito tempo para amigos, festas e eventos, as pessoas cada vez mais se retraem nas redes sociais, porque ficar quietinho no seu computador conectado dá a impressão de que o trabalho está sendo feito, ninguém reclama!

Mas a vida vai passando, o contato pessoal vai perdendo força, as pessoas perdem o interesse por contatos pessoais e físicos com as coisas, ficando satisfeitas com as experiências cibernéticas, perdendo, assim, parcela importante da convivência.

Não abro mão de ouvir minhas músicas no carro e bem altas, para espantar todas os “fantasmas” do dia de trabalho.


Não me privo da boa gastronomia, feita por pessoas dedicadas ao deleite dos outros, junk food não faz parte do meu cardápio. O slow food está tentando resgatar essa arte da alimentação, mas não é uma briga fácil.



Também não fico sem o meu livrinho de cabeceira, que na verdade fica espelhado por várias mesinhas em casa, em vários cômodos tenho diferentes livros me esperando para uma leitura prazerosa, mesmo que por pouco tempo.

Não deixo de visitar museus  e igrejas sempre que viajo dentro ou fora do Brasil, os museus nos oferecem experiências sensoriais maravilhosas, o brasileiro não valoriza isso, não faz parte do seu cotidiano de cultura, é uma pena.

Não perco a oportunidade de ir ao teatro assistir um bom espetáculo, seja de comédia ou não, mas a arte da interpretação aliada a um bom texto e direção nos permite viajar no enredo, essa é uma experiência que não tem preço.

Espero sinceramente que a tão dita correria não acabe com os prazeres artísticos, não crie pessoas que apenas sabem viver em redes sociais.

Enquanto isso, vou escolhendo a minha trilha sonora do dia, lendo meus livros, visitando bons museus, freqüentando os teatros da vida e me inundando de pequenos prazeres da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!