sexta-feira, 6 de maio de 2011

Escolhas Conscientes

Em tempos de globalização a privacidade é quase uma saudades, um luxo desejado por pobres e ricos, por estes últimos então....

O que se faz agora é compartilhado nas redes sociais, é divulgado pela mídia e ninguém escapa, mas sejamos honestas, tem seu lado bom e seu lado ruim, não tem jeito.

Infidelidade é um tópico que atrai a atenção da maioria das pessoas em qualquer ponto do planeta, como pode ser esse um assunto de interesse tão amplo?!

Não tem como não ver pelo menos as manchetes sobre o tema anunciadas nas principais mídias e aí a curiosidade acaba falando mais alto.

Um dia desses cai nessa tentação ao ler em uma manchete com algo do tipo “a traição foi minha única opção”. Logo pensei, como assim única opção? Todo mundo tem, no mínimo, duas opções: trair ou não trair, a opção tá aí claramente esperando para ser escolhida!!!!

Como o intuito não é invadir a privacidade alheia, mesmo que já amplamente divulgada na mídia, não vem ao caso os nomes de traidor e traída, mas o fato da declaração em si.

Na vida, todos os dias, nos deparamos com situações corriqueiras e incomuns que demandam decisão imediata ou pensada.

Sem novidades até aí, se existe a necessidade da decisão é porque se tem algo a escolher, caso contrário não existiria aquela máxima, “se não tem remédio, remediado está”.

Ora, é lógico que no mínimo teremos que escolher entre duas opções, resumidas entre o sim e o não.

Ai vem um bonitinho cheio de graça a dizer que a traição foi sua única opção! Como assim cara pálida?! Se sua vida não estava legal com a cara metade, abra o jogo e esclareça a situação, mas não invente desculpas machistas para justificar a sua escolha.

Isso vale para todas as nossas escolhas, faz parte da vida, cada um é responsável pelas escolhas que faz. Por isso algumas decisões merecem ser analisadas com mais rigor, já que toda escolha gera conseqüências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!