terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Mundo Corporativo: Hierarquia

O mundo corporativo é cômico se não fosse trágico, há quem diga que o importante é o cargo, já outros que o salário, mas pela natureza do assunto não há resposta a considerarmos como a correta.

De qualquer forma, o tema gera muitos pensamentos e comentários, esses dias tenho ouvido de colegas e amigos muitos desabafos, dos quais concordo integralmente, mas para não denunciar ninguém, não vou reproduzi-los aqui.

Tudo bem, não reproduzo, mas vamos apimentar o tema com constatações antigas e muito sábias sobre o mundo corporativo, tenho certeza que você vai identificar muitos pontos e vai chorar de rir, ou não!!!

Hierarquia é uma palavra grande para determinar algo que ninguém sabe ao certo para o que serve, isso na prática, pois na teoria todo mundo sabe que ela existe.

Um clássico mito da administração é propagar por toda corporação que a hierarquia existe, mas seu corolário básico é que mesmo diante da propagação da sua existência ninguém jamais sabe o que está acontecendo em qualquer parte de uma organização hierarquizada.

Por favor, resista bravamente e não comente, apenas leia!

O lado admirável da hierarquia é que todo colaborador, aquele velho conhecido como empregado, busca subir na escala hierárquica até atingir o nível máximo de incompetência, então não reclame por não ser promovido, isso mostra que você é uma pessoa competente.


Como conseqüência dessa ambição de crescimento hierárquico, ao seu tempo, todo cargo será ocupado por um importante colaborador que é incompetente para desempenhar as funções requeridas para o cargo e como a roda tem que girar, todo o trabalho é executado pelo colaborador menos importante, que ainda não atingiu seu nível mínimo de incompetência!!! Mas não se preocupe, todo colaborador começa no seu nível de competência.

Lembre-se, continue lendo, nada de comentários, não olhe para o lado e muito menos para o seu superior hierárquico!

Se quer ser promovido, dê a impressão de que já atingiu o seu nível de incompetência e está pronto para novos desafios, mas não se esqueça, um grama de imagem vale por um quilo de realizações, mas incompetência +incompetência é = a incompetência

A lei máxima da incompetência é que a amplitude da incompetência é diretamente proporcional à altitude hierárquica.

Para atingir o nível máximo da incompetência:

1 – pareça tremendamente importante;

2 – seja sempre visto em companhia de pessoas importantes;

3 – fale sempre com autoridade e empostação adequada, mas só emita opinião sobre o óbvio e ululante e

4 – não se envolva em discussões, mas se for obrigado a discutir, faça uma pergunta sem importância alguma e recline-se na cadeira com os braços cruzados atrás da cabeça e com aquele sorriso de satisfação enquanto o seu interlocutor tenta descobrir o que é que você disse, mas atenção, imediatamente mude de assunto e deixe o interlocutor com cara de “ué”;

5 – ouça atentamente enquanto os demais discutem um problema, alguém inevitavelmente fará uma declaração idiota, então dê um sorriso superior, mas sem revelar a sua opinião;

6 – olhe para seu subordinado como se ele tivesse enlouquecida quando ele fizer uma observação oportuna;

7 – obtenha uma colocação importante, mas logo depois saia de circulação e deixe as luzes da ribalta;

8 – ande sempre depressa quando estiver fora de sua sala, assim reduzirá as interpelações de seus subordinados;

9 – mantenha a porta sempre fechada de sua sala, se for open Office, mantenha a mesa e todos os suportes com pastas, papéis, livros, caixas, etc, isso desencoraja os chatos a te incomodarem e mantém a impressão de que você está sempre em uma reunião importantíssima ou muito ocupado e

10 – dê todas as ordens possíveis verbalmente, nunca escreva em e-mails, memos ou coisas do tipo, de forma a impedir que possam ser usados contra você, além do que, em instruções verbais você não corre o risco de escrever exceção com SS.



Então, você vê alguma semelhança com a corporação que colabora? Ah, seja franco, você é o competente que executa o trabalho pesado para o incompetente em seu correto nível hierárquico colher os louros do seu trabalho.

Então não esqueça de mais essas duas coisinhas: supercompetência é mais censurável do que incompetência e todo excesso é prejudicial, mesmo o de eficiência.

Um comentário:

  1. "If you have a success, you have it for the wrong reasons. If you become popular it is always because of the worst aspects of your work."

    Ernest Hemingway citado em "Evening games: tales of parents and children" - página 348, Alberto Manguel - C.N. Potter, 1987, ISBN 0517567377, 9780517567371 - 353 páginas

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!!