segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Show must go on...

Os últimos 10 dias não foram nada fáceis, os problemas acumulam e nos sugam, não restando energia e muito menos inspiração para escrever sobre qualquer assunto, por mais banal que seja. Mas a vida continua...”show must go on”, já diz a velha música.

Não sei quanto a você, mas além de todos os transtornos vividos, o calor está derretendo as energias e não resta disposição para quase nada, fico só olhando as fotos de uns amigos que estão estudando na Europa e vivendo aquele frio maravilhoso, que inveja.

A leitura das notícias também não é animadora, as semanas de moda ficam a cada ano mais profissionais, mas por outro lado ficam muito chatas, o clima hollywoodianos tá tomando conta de tudo e de todos, nada a ver com o Brasil.

E as fashionistas de plantão, que se acham, mas no fim das contas são as chacotas de estilistas e demais profissionais da área, será que essa gente não se enxerga?! Lógico que não, alguém tem que movimentar a roda do capitalismo.

Aí vem a foto espetacular de Dilma e Cristina, de rostinho colado na Argentina, vamos combinar que ninguém merece essa foto, nem elas!!! Vamos abortar maiores comentários.

E o Lula que agora que é ex, assumiu seu papel na imprensa e vira notícia furada a toda hora, foi assistir ao Timão, nossa que coisa importante, será isso mudou a vida de alguém?! Acho que nem mesmo dos torcedores, mas enfim...aquela velha história, alguém tem que virar notícia.

As férias escolares estão acabando gradativamente, o trânsito está crescendo não tão gradativamente, você que fique dentro do carro por horas a fio até chegar ao seu destino e torça para não chover, se não a desgraça aumenta.

Costumo dizer que prefiro os anos ímpares, sem base científica nenhuma, lógico, mas só pelo começo desse ano já estou mudando e opinião, ainda bem que janeiro já chegou ao fim, quem sabe os demais meses melhorem, mas ainda temos as desgraças do carnaval.

Deixemos o pessimismo de lado e com fé vamos aguarda dias melhores.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Sexo oral...

É interessante ver resultado de pesquisas, as vezes algumas relações inimagináveis para os pobres mortais são a base de pesquisas, que além de quantificarem situações, podem direcionar pesquisas no desenvolvimento de soluções.

Achei bem interessante a pesquisa que relaciona o aumento dos casos de câncer de cabeça e pescoço com HPV positivo ao sexo oral.

É isso mesmo, não se assuste, mas segundo pesquisa realizada em 2010, na Suécia, há um aumento dos casos de câncer orofaringeal em células escamosas em vários países, o que é causado por uma lenta epidemia de cânceres induzidos por infecção do HPV.

Resumindo o assunto, a pesquisa aponta que o crescimento destes tipos de cânceres está associado à transmissão de HPV por meio do sexo oral e do contato boca-a-boca, ambos difundidos após revolução feminista e hippie.

O HPV é um vírus que costuma permanecer no primeiro local por onde entrou no organismo, ou seja, se o primeiro contato for com a vagina, ali permanecerá e dali será transmitido, por isso a relação com o sexo oral e, por tabela, com o boca-a-boca.

Confesso que é uma associação básica, mas daí a ter a brilhante idéia sobre ela é outra coisa. Os pesquisadores também reconhecem que a relação direta do aumento dos casos de câncer com HPV positivo ao sexo oral é mais especulativa do que efetiva, mas faz sentido e vai fazer muito estrondo mundo a fora.

Já existe vacina para o HPV, é eficiente, mas não é efetiva para pessoas já contaminadas pelo vírus, de qualquer forma é uma alternativa viável para a prevenção do HPV, consulte seu médico.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Cada vez mais acredito que cada povo tem o governante que merece, mas como ficam as pessoas que não se encaixam na meritocracia? Efeito da democracia, têm que engolir a criatura por todo o período e cruzar os dedos para não se reeleger.

Não é só no Brasil que encontramos coisas pitorescas sobre governantes e políticos em geral, na Itália também há diversão garantida para humoristas, cartunistas e criativos em geral.

Berlusconi faz sucesso entre as mulheres, não vou entrar no mérito dos eventuais motivos desse sucesso, simplesmente faz sucesso.

Mentes criativas não perdem tempo, veja a escultura feita por um comerciante de Nápoles:



Olha aí uma das origens do bom humor e permissividade do brasileiro!!! Mas ninguém pode negar que o seu autor foi criativo, sem ser ofensivo.

Políticos sempre foram alvo de críticas, retaliações, homenagens e coisas do tipo, isso não mudará nunca.

Não é por nada não, mas se eu fosse o criador do Super Man ficaria arrasada com a associação da imagem do herói com a de Berlusconi, herói nenhum merece isso!

* Foto: Ciro Fusco-19.jan.2011/Efe

Mundo Corporativo: Comportamento Feminino

Há muito tempo observo em ambientes corporativos as roupas, adornos e comportamentos femininos, isso significa dizer que a cada dia vejo mais as mulheres vestidas para festas e baladas e não para trabalho.

Antes que alguém pergunte “e qual é o problema disso?”, bom, depende sob qual ponto de vista as coisas são encaradas.

Se o ponto de vista da análise é puramente do entretenimento, não há problema, desde que as pessoas estejam em ambiente de entretenimento e não de trabalho, onde a etiqueta corporativa pode não estar codificada, mas existe como regra geral.

Agora, se o ponto de vista é corporativo, bom, o problema pode ser muito grande, dependendo do segmento de empresa e sua origem.

Vamos ser bastante honestas, a mulherada a cada dia mais está fora de controle, fico pensando o que provoca esse efeito desvairado, será que é hormonal? Não deve ser, pois temos exceções merecedoras de ser mencionadas, mas nada de fugir do foco...

Alguém ainda não entendeu que ambiente de trabalho não é ambiente para se mostrar sexy, desejável, malhada, vulgar e a listinha continua...

Certamente muitas não entenderam, basta notar a quantidade de tomara que caia, blusas de um ombro só, micro saias, calças justérrimas, make up de festa, decotes profundos, transparências, tatuagens gigantes, sutiãs coloridos, calcinhas marcantes sob a roupa e quem mais lembra de outras aberrações?!

Fico feliz porque não sou a única que observa esse fenômeno de, digamos assim, “todo mundo vestida para balada”, tenho ouvido muitas mulheres comentarem sobre o crescimento do fenômeno e acreditem, não são mulheres que falam por despeito ou por inveja.

É lindo uma mulher em qualquer idade de bem com sua aparência, magra, com musculatura definida, pele de pêssego, cabelo bem cuidado, sorriso contagiante, cintura marcada, seios proporcionais, mas daí há uma grande distância entre ser elegante e exibida.

Toda mulher, mesmo sem estar no auge da forma física, pode ser elegante, basta saber escolher a roupa e acessórios certos para a ocasião, isso significa dizer que roupa de balada é para ser usada na balada, roupa de formatura e grandes festas é para ser usada em formatura e grandes festas, roupa de academia é para ser usada na academia e malhação, roupa de praia é para ser usada na praia e na piscina, quando muito no clube e assim sucessivamente.

Quem não possui discernimento mínimo cai no ridículo de ser a gostosona da empresa, a boazuda, aquela que faz a festa da galera masculina e provoca a indignação na maioria das outras mulheres, não porque “eu queria ser assim”, mas porque macula a imagem feminina como um todo, imagem essa que ainda é trabalhada para não ter a pecha de objeto masculino.

Lógico que há segmentos que, pela natureza do negócio, são mais informais, mas isso não significa dizer que são mais relaxados, mais permissivos.

Sem contar na salada que se faz no tal do “casual Day”, dá até medo as coisas que vemos na sexta-feira e aqui incluímos os nossos colegas homens.

Quantos casos de mulheres gostosonas você conhece na empresa que trabalha? Certa vez ouvi de um colega que depois que a fulana – entenda-se gostosona do pedaço – saiu da empresa, os amigos que passavam para aquele oizinho habitual sumiram, por que será???

Estilo é algo que merece admiração e respeito, mas o estilo exibida, gostosona, boazuda não cabe no ambiente de trabalho, a não ser que seja o do entretenimento e do sexo, mas aí é outro assunto.

Conheço pessoas que por simples falta de formação não sabem que o mundo corporativo exige postura e comportamentos padrão, mas normalmente são pessoas que quando orientadas e esclarecidas entendem o problema e entram no padrão.

Essas são pessoas inteligentes não apenas sob o ponto de vista usual, mais que isso têm inteligência emocional e comportamental, mas são a exceção, que pena !!!

A maioria sabe que está se exibindo, sabe que é a gostosona, mesmo sem ter os atributos físicos mínimos e quer continuar sendo conhecida como tal, não fazem questão de serem mulheres inteligentes, competentes e capazes, reconhecidas por méritos e não por atributos.

Lamentável, mas cada uma é responsável pelas escolhas que faz.

Então, se você não quer entrar para o time das “vestidas para balada” preste atenção às regras corporativas implícitas, busque informações com colegas, pesquise, mostre que muito mais do que ser bonita e gostosa você é competente, capaz, eficiente e não precisa se promover por atributos físicos.

Ainda acredito que a meritocracia é a melhor forma de promoção e reconhecimento, mesmo que o mundo caminhe no sentido oposto, eu continuarei resistindo bravamente.

Então, só para relembrar, nada de tomara que caia, a não ser que vá usar um casaquinho e não vá tirá-lo por nada nesse mundo, blusas de um ombro só nem pensar, transparências e decotes profundos não fazem parte do seu guarda-roupas de trabalho, saias e vestidos micro curtos e justérrimos são proibidos, assim como as calças tipo fusô e cigarretes, maquiagem carregada é para noite, definitivamente não é para dia de trabalho, muitos acessórios barulhentos lembram a chegada da vaca Mimosa.

A lista continua, mas você já sabe tudo que tem nela e não vai ceder a tentação, seja firme e mostre a sua personalidade.

Cuidado nos eventos corporativos como festas de fim de ano, inaugurações de filiais, eventos de marketing, etc, são sempre uma armadilha para que você seja conhecida e notada como a gostosona, sexy, boazuda da empresa.

Você não perde nada em ser elegante, fashion e antenada com o mundo da moda, mas dentro dos limites exigidos para o convívio corporativo, acredite, é possível.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Ação Social: Ajuda a Canis da Região Serrana

Quem gosta de cães deve estar acompanhando pela internet o drama vivido pelos canis que abrigam cães abandonados na região serrana do RJ, vítimada pela chuvas e deslizamentos.

São muitos os apelos para ajudar os canis, porque o ser humano não foi o único a ser atingido pela tragédia.

São vários blogs divulgando os canis e ONG´s atuantes que precisam de ajuda e podemos, por meio das redes sociais e internet, fazer muito por pessoas e animais.

UOL Notícias publicou ontem matéria sobre o assunto, os vídeos feitos nos canis impressionam como todo o resto na região devastada.

Na tentativa de contribuir com os canis divulgamos aqui a ONG Combina, que atua em um canil com aproximadamente 400 cães abondonados, muitos dos quais morreram, mas os que ficaram são muitos, precisam de alimentação, medicamentos, abrigo adequado e a presença de pessoas para cuidados básicos.

O espaço ainda recebe muitos cães vítimas da tragédia, que perderam suas famílias e são levados ao abrigo para serem cuidados.

Caso você queira ajudar, é muito fácil, a Juliana  Maria B. da Matta é a responsável pela ONG Combina, ela disponibilizou uma conta poupança no Banco do Brasil para quem quiser efetuar ajuda financeira. Tivemos o cuidado de entrar em contato por telefone com a Juliana, a fim de averiguar a veracidade das informações, por isso a divulgamos aqui com segurança.

A conta é no Banco do Brasil, agência 0335-2, conta poupança 15565-9 e o CPF da Juliana é 038845347-85 .



Também há a possibilidade de efetuar a compra de ração diretamente nos estabelecimentos da região, que providenciarão a entrega para a ONG, para maiores informações entre em contato diretamente com a Juliana por meio dos telefones (22) 2523-9295 e (22) 9838-1272 ou pelo e-mail judamatta@hotmail.com

Visite o site da ONG e conheça os projetos e trabalhos feitos, se você clicar no link de doação irá ver a seguinte tela de mensagem:






A cachorrada agradece!


Mundo Corporativo: Líder

Ainda no mundo corporativo, outro assunto que rende boa discussão é a liderança, seja por sua ausência nas organizações ou pela escolha inadequada dos líderes.

Quem nunca viveu a situação de “faça o que eu digo, mas não o que eu faço” atire a primeira pedra...via de regra as lideranças são escolhidas pelos mesmos rigorosos critérios que fundamentam a hierarquia.

Então, já conseguimos identificar um dos problemas, mas não é o único, é só mais um.

Liderança é uma característica, ou como preferem alguns, um dom, você nasce com ele, ou sem ele, como na maioria dos casos e não adianta que a criatura não aprende a ser líder, nem que se pague um coaching, é jogar dinheiro fora e fazer a criatura se sentir um líder só na frente do espelho.

A lei mais usada da liderança nas organizações hierarquizadas é: mudar as coisas é fundamental, mas mudar antes dos outros é criatividade pura ou plágio.

O líder sem o dom da liderança normalmente é o idiota em uma alta posição, representando um homem no alto de uma montanha, de onde todos os outros seres lhe parecem pequenos e, ele, no alto de sua montanha, parece pequeno para todas as demais criaturas.

O colaborador que tem um líder fajuto tem sempre dois grandes dilemas:

1 – não importa quanto se faça, nunca terá feito o suficiente e

2 – o que você não fez é muito mais importante do que o que você fez.

Com isso, fica claro que em uma organização hierarquizada a contrapartida por determinado trabalho varia na razão inversa da dificuldade, chatice e importância do trabalho.

O líder nato lidera pelo exemplo e não pela hierarquia, por isso o verdadeiro líder em uma corporação, na grande maioria das vezes, não ocupa o cume da montanha, mas tem como seguidores muitas formiguinhas trabalhadoras, enquanto as cigarras aproveitam o cume.

Mundo Corporativo: Hierarquia

Esse texto publicado ontem bombou de acessos, não sei por que???

Teremos novos textos sobre o tema Mundo Corporativo, você vai gostar e se identificar com algumas situações.

Como nem todos acessam os comentários, resolvemos publicar o comentário recebido de um amigo querido sobre o assunto, vejam só:


Participe comentando e se  inscreva para receber nossas publicações em seu e-mail diariamente, basta preencher o campo igual ao abaixo que fica na coluna do lado direito do site.

 

Fresquinhos a Cada Postagem em seu E-mail, Cadastre-se Aqui e Receba Sem Fazer Força!
Digite seu e-mail:


Delivered by FeedBurner

A Árvore Acorrentada: Uma Versão Sobre o Fato

Em 10/01/2011 publicamos sobre a árvore acorrentada na rua Xavier de Toledo, no centro de da cidade de São Paulo, se você não se lembra ou não teve a oprtunidade de ler o texto, ele está no editorial "A Árvore Acorrentada".

Recebemos o comentário do Augusto Amato Neto,  indicando o blog Observatório de Comportamentos, onde consta uma versão muito interessante sobre as razões do acorrentamento da figueira.

Recomendo a leitura indicada pelo Augusto, acesse o link e conheça uma nova versão sobre a figueira no Observatório de Comportamentos.

É um prazer receber comentários como estes, enriquecem o conhecimento e aguçam a imaginação, Agusto você é nosso convidado, participe sempre!! 

* Foto Felix Lima/Folhapress


terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Mundo Corporativo: Hierarquia

O mundo corporativo é cômico se não fosse trágico, há quem diga que o importante é o cargo, já outros que o salário, mas pela natureza do assunto não há resposta a considerarmos como a correta.

De qualquer forma, o tema gera muitos pensamentos e comentários, esses dias tenho ouvido de colegas e amigos muitos desabafos, dos quais concordo integralmente, mas para não denunciar ninguém, não vou reproduzi-los aqui.

Tudo bem, não reproduzo, mas vamos apimentar o tema com constatações antigas e muito sábias sobre o mundo corporativo, tenho certeza que você vai identificar muitos pontos e vai chorar de rir, ou não!!!

Hierarquia é uma palavra grande para determinar algo que ninguém sabe ao certo para o que serve, isso na prática, pois na teoria todo mundo sabe que ela existe.

Um clássico mito da administração é propagar por toda corporação que a hierarquia existe, mas seu corolário básico é que mesmo diante da propagação da sua existência ninguém jamais sabe o que está acontecendo em qualquer parte de uma organização hierarquizada.

Por favor, resista bravamente e não comente, apenas leia!

O lado admirável da hierarquia é que todo colaborador, aquele velho conhecido como empregado, busca subir na escala hierárquica até atingir o nível máximo de incompetência, então não reclame por não ser promovido, isso mostra que você é uma pessoa competente.


Como conseqüência dessa ambição de crescimento hierárquico, ao seu tempo, todo cargo será ocupado por um importante colaborador que é incompetente para desempenhar as funções requeridas para o cargo e como a roda tem que girar, todo o trabalho é executado pelo colaborador menos importante, que ainda não atingiu seu nível mínimo de incompetência!!! Mas não se preocupe, todo colaborador começa no seu nível de competência.

Lembre-se, continue lendo, nada de comentários, não olhe para o lado e muito menos para o seu superior hierárquico!

Se quer ser promovido, dê a impressão de que já atingiu o seu nível de incompetência e está pronto para novos desafios, mas não se esqueça, um grama de imagem vale por um quilo de realizações, mas incompetência +incompetência é = a incompetência

A lei máxima da incompetência é que a amplitude da incompetência é diretamente proporcional à altitude hierárquica.

Para atingir o nível máximo da incompetência:

1 – pareça tremendamente importante;

2 – seja sempre visto em companhia de pessoas importantes;

3 – fale sempre com autoridade e empostação adequada, mas só emita opinião sobre o óbvio e ululante e

4 – não se envolva em discussões, mas se for obrigado a discutir, faça uma pergunta sem importância alguma e recline-se na cadeira com os braços cruzados atrás da cabeça e com aquele sorriso de satisfação enquanto o seu interlocutor tenta descobrir o que é que você disse, mas atenção, imediatamente mude de assunto e deixe o interlocutor com cara de “ué”;

5 – ouça atentamente enquanto os demais discutem um problema, alguém inevitavelmente fará uma declaração idiota, então dê um sorriso superior, mas sem revelar a sua opinião;

6 – olhe para seu subordinado como se ele tivesse enlouquecida quando ele fizer uma observação oportuna;

7 – obtenha uma colocação importante, mas logo depois saia de circulação e deixe as luzes da ribalta;

8 – ande sempre depressa quando estiver fora de sua sala, assim reduzirá as interpelações de seus subordinados;

9 – mantenha a porta sempre fechada de sua sala, se for open Office, mantenha a mesa e todos os suportes com pastas, papéis, livros, caixas, etc, isso desencoraja os chatos a te incomodarem e mantém a impressão de que você está sempre em uma reunião importantíssima ou muito ocupado e

10 – dê todas as ordens possíveis verbalmente, nunca escreva em e-mails, memos ou coisas do tipo, de forma a impedir que possam ser usados contra você, além do que, em instruções verbais você não corre o risco de escrever exceção com SS.



Então, você vê alguma semelhança com a corporação que colabora? Ah, seja franco, você é o competente que executa o trabalho pesado para o incompetente em seu correto nível hierárquico colher os louros do seu trabalho.

Então não esqueça de mais essas duas coisinhas: supercompetência é mais censurável do que incompetência e todo excesso é prejudicial, mesmo o de eficiência.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Globo de Ouro

Para quem gosta de assistir premiações, o Globo de Ouro pode ser bem interessante e uma prévia do que virá pelo Oscar.

Particularmente não tenho paciência para acompanhar pela TV, mas gosto de ver os babados que rolam, os vestidos, as gafes e por aí a fora.

As fotos das celebs que compareceram já estão na internet, mas aqui fizemos um bem humorado pot-pourri com as fotos e comentários.


domingo, 16 de janeiro de 2011

Fim de Semana

Não sei onde você mora, mas por aqui fez um fim de semana como há muito não se fazia, com muito sol, calor, poucas nuvens e só no fim do domingo que a chuva deu o ar da graça novamente.

Sábado foi dia de colocar as roupas em dia, aproveitar o sol e lavar muita roupa. Domingo foi dia de pegar a estrada e ir passear um pouco.

Um roteiro curto, mas bastante agradável foi ir até São Paulo, comer um pastel de bacalhau com chopp escuro no Mercadão.

Estava tudo muito calmo, o trânsito então...nem parecia São Paulo, no Mercado poucos boxes estavam abertos, não estava aquele mercado habtual, mas estava ótimo.

Uma passadinha na 25 de Março, porque ninguém é de ferro!!! Também poucas lojas abertas, mais policiais do que gente andando pelas ruas.

Subimos a Ladeira Porto Geral, na sombra, lógico, a rua Boa Vista com seu charme e prédios podendo ser observados com toda atenção, com direito a fotos.



O Mosteiro São Bento com o sino badalando meio-dia, entramos no susto só para uma visitinha vapt-vupt, porque os monges nos expulsaram, não foi possível nem comprar aquelas maravilhosas iguarias beneditinas, que pena!



Ladeira abaixo, água de coco no Mercadão para amenizar o calor.

Agora no conforto do carro com ar condicionado, rodamos pelas ruas tranquilas do centro, a Estação da Luz majestosa, a Pinacoteca de dar vontade de parar, mas fomos rodar pela Paulista vazia, as pistas tranquilas, o MASP com sua feirinha, o Trianon todo verdinho.

Descemos a Augusta e fomos na charmosa Avanhandava, as filas já começavam a se formar nos Mancini todos, mas como somos do contra, paramos no Gigeto, nosso preferido.

Nem precisa dizer que acertamos sempre no Gigeto, o atendimento sempre personalizado, ar condicionado na medida certa do calor e a comida maravilhosa, fomos de capeletti a romanesca, simplesmente fantástico!

Bom, com o soninho pós almoço chegando, encaramos a estrada e voltamos, em casa aquela soneca restabelecedora e eis que acordamos com o vendaval e a chuva batendo na janela...um fim de semana bucólico!

Bom, mas acabou e a semana já vai começar!!!

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

As Tragédias e A Democracia

A imprensa não cansa de anunciar as tragédias causadas no Brasil por conta das forte chuvas de verão que assolam muitas regiões e causam mortes.

A cidade de São Paulo sofreu essa semana e está em constante estado de alerta, as nuvens estão pesadas e a previsão de chuva não é animadora.

Minas Gerais também sofre com as chuvas, a região serrana do Rio de Janeiro está assolada, acredita-se que esta seja a pior castástrofe da região, o número de mortos só aumenta e a previsão de chuva persiste, mas como a vida continua, enquanto isso muitos pensam no Carnaval, nos desfiles e suas celebridades, no BBB 543 que está no ar, na Fashion Rio e assim vai.

O Brasil não é o único vitimado por tragédias e catástrofes, na Austrália as chuvas também estão fazendo um estrago gigante e tirando vidas.

Em Nova York a nevasca também faz suas vítimas, a cidade está em estado de emergência.

Todo começo de ano tenho a nítida impressão que as tragédias se intensificam no período  entre o fim e o começo de ano, mas deve ser apenas impressão, pois não consigo achar uma razão lógica para isso.

De toda forma, nunca viveremos em um mundo sem tragédias, mas o lado ordinário disso é que as tragédias são democráticas, ou seja, atingem pobres e ricos, brancos e negros, ilustres desconhecidos e celebs, países ricos e pobres.

Seria a festa da democracia, não fossem os efeitos devastadores das tragédias.

* Foto: Agência O Globo

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Los Hermanos

Cooperação com “los hermanos” na investigação de assalto a banco na Argentina vira notícia. Fato corriqueiro entre países com relações diplomáticas, mas não deixa de ser engraçado imaginar que os criminosos que aqui condenados e livres por cumprimento de pena tenham possivelmente executado plano semelhante em assalto em Buenos Aires.

Será que esse é o espírito de MERCOSUL, interação entre os povos, com o compartilhamento comercial levado tão ao pé da letra assim, a ponto de dividir roubos?

Vivemos de fato em um mundo globalizado, na era da informação e da portabilidade.

Para quem não acompanhou o caso na imprensa, no fim do ano uma quadrilha passou 6 dias envolvida full time na execução do roubo da agência do Banco Provincia no bairro Belgrano, em Buenos Aires.

A operação foi descoberta apenas no dia 03/01/11 quando a agência foi aberta ao público após festividades de fim de ano. Um sucesso, sem disparo de alarme e de tiros.

O método de agir é muito semelhante ao empregado em dois roubos a bancos no Brasil, um no Banco Central em 2005 e o outro no Banrisul em 2006.

A Polícia Federal ofereceu às autoridades portenhas ajuda com o compartilhamento de informações levantadas durante as investigações feitas no Brasil.

Muito pitoresco imaginar a cena de agentes da PF reunidos com Promotor e outras autoridades portenhas para debruçarem sobre o assunto, seria cômico se não fosse louvável.

Os brasileiro não invadem apenas Buenos Aires como turistas com poder aquisitivo alto, provocado pela bonança de câmbio em relação à moeda argentina, mas por motivos muito mais nobres, que bom!

Mas ainda aproveitar a oportunidade para tomar um café no Tortoni, apreciar um helado no verão portenho e quem sabe, de quebra, ainda fazer um passeio pelo Tigres não tem preço!!!

Gente que Faz a Diferença

Algumas pessoas realmente fazem a diferença no mundo e uma delas foi a médica Louise Reiss, que faleceu aos 90 anos na Flórida, EUA.

Ela foi a responsável pelo banimento dos testes com armas nucleares realizados por norte americanos e soviéticos no auge da guerra fria, nos anos 60.

Com dados coletados e analisados sobre a presença de agentes radioativos em dentes de leites de crianças norte americanas, ela demonstrou que os resíduos liberados pela detonação das bombas nucleares se dissipavam pela atmosfera e eram levados por correntes de ar, até retornarem ao solo por meio da chuva, contaminando alimentos.

A pesquisa feita por ela e divulgada na época mobilizou o então presidente norte americano John Kennedy, que negociou com os soviéticos o banimento dos testes.

Essa médica provou que com pesquisa séria e dados confiáveis é possível mudar o rumo da história, uma frase dita por Louise que deveria entrar para o nosso cotidiano é "É possível pressionar governos com dados em vez de retórica”.

Louise se foi, mas deixou sua marca e provavelmente inspirou pessoas a fazerem o mesmo, mostrar que as coisas podem ser diferentes, mesmo que o mundo inteiro entenda que não.

 
 
* Fotos: The New Yok Times

Procura-se Uma Arca de Noé

A chuva castiga novamente a cidade de São Paulo e o interior paulista. Essa madrugada a chuva desabou na capital e o caos se instalou, não que isso seja efetivamente uma novidade, mas todo ano, no fundo, sempre vem uma esperança que será diferente.

As imagens e fotos falam por si, impossível não se condoer com as perdas mais que materiais, mas de vidas, de histórias de vidas, os dramas se multiplicam.




No interior paulista a coisa não é muito diferente, muitas cidades já foram assoladas pelas chuvas e suas populações contabilizam perdas, contando com a solidariedade de amigos, parentes e estranhos que se mobilizam para repor os danos materiais.

E as vidas que se perdem, essas não serão repostas nem mesmo por indenizações, não há preço que pague a vida humana perdida, histórias que foram interrompidas, futuros que não acontecerão!!!

É triste constatar que anualmente, no verão, as tragédias provocadas pelas inundações, enchentes, etc são um repeteco do que aconteceu no ano anterior.

As cidades sofreram forte ocupação desordenada, o crescimento populacional impulsionado pelo desenvolvimento econômico deixa suas marcas, a falta de educação básica gera a formação excessiva de resíduos descartados de maneira inadequada e assim vai...

O que muitas pessoas ainda não conseguiram assimilar é que seus atos geram conseqüências, que na maioria das vezes afetam sua própria comunidade.

Ações públicas se fazem necessárias sim, mas ações privadas também, cada indivíduo é responsável por seu meio e tem que se conscientizar dessa responsabilidade com urgência.

Enquanto isso...as previsões indicam mais chuvas para a cidade de São Paulo e outras cidades do Estado, ou seja, o caos continuará, com grandes chances de aumentar!!! Então, antes de sair de casa e de viajar pense se realmetne voê precisa fazer essa saída, não se exponha a riscos desnecessários.
 
* Fotos: Folha Online




segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Paulo Coelho Barrado no Irã

Paulo Coelho teve seus livros e qualquer publicação que conste seu nome proibido no Irã pelo Ministério da Cultura, o motivo é mais um mistério dentre muitos que rondam o país.

Se essa fosse a única arbitrariedade cometida pelo país e seus órgãos, estaria tudo certo, pois na minha modesta opinião, não se perde muito, mas essa é uma entre tantas com maiores conseqüências e implicações.

Por outro lado, também não posso deixar de concordar com o autor, a liberdade de expressão deveria ser um direito natural garantido a todos, independente de raça e credo, mas o mundo não funciona assim.

O autor espera que a proibição seja um mal entendido, já que seus livros são publicados no Irã desde 1998, mas caso não seja, já avisou que irá liberar o download gratuito dos livros para o Irã.

Tudo que é proibido é mais gostoso, nem precisa dizer que os downloads vão bombar!!!

Fogueira das Vaidades no Futebol Brasileiro

O futebol faz parte do imaginário e fanatismo do brasileiro em geral, mas nem por isso justifica-se o comportamento de clubes, jogadores e seus empresários nas negociações milionárias, que inflacionam o segmento e valorizam além do real o jogador.

O caso do Ronaldinho Gaúcho é um exemplo perfeito e bem atual, por dias a fio o que se via era o “quem dá mais” pelo jogador.

Isso me lembra os mercados antigos onde a mercadoria ficava exposta e os clientes ficavam aos gritos barganhando pela mercadoria, era meio que levar no grito.

Os clubes brasileiros estão afundados em dívidas, perecem diante da falta de administração profissionalizada e ainda almejam pagar fortunas por jogadores que estão acostumados a ganhar em euros ou em outras moedas fortes.

A rodada de negociações recentes do Ronaldinho está ocupando as manchetes da mídia e a coisa não vai manchar apenas a imagem dele jogador, mas da Traffic também.

Alguém duvida que Palmeiras e Grêmio vão retalhar a Traffic? Em breve os contratos e pré-contratos serão rescindidos e cancelados, muita água ainda vai passar por essa ponte de vaidades.

Enquanto isso... nós, pobres mortais assalariados, vamos observando a fogueira das vaidades ser alimentada com muita brasa!!!!

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Lula, o "Filho do Brasil" Quer Regalias para Os Filhos Dele

A imprensa tem noticiado o fato curioso, para dizer o mínimo, da emissão de passaportes diplomáticos para os filhos de Lula, o ex presidente “nunca antes na história desse país” e olha que o cara deve ter razão mesmo, a OAB entrou no caso e solicitou ao Itamaraty a listagem com o nome das pessoas que possuem o mesmo tipo de visto dos filhos do “Filho do Brasil”.

A pergunta que não quer calar é, que interesse do país esses cidadãos podem promover no exterior para justificar tal concessão ao apagar das luzes do governo do “nunca antes na história desse país” ?

Luís Cláudio Lula da Silva, de 25 anos e Marcos Cláudio Lula da Silva, de 39 são os mais novos agraciados com passaportes diplomáticos com validade por 4 anos.

Os filhos do “Filho do Brasil” poderão durante os próximos 4 anos, ou seja, durante todo o mandato de Dilma, Companheira, passear mundo a fora e furar fila com os países que o Brasil tem relações diplomáticas.

Mas não fique triste, você filho do Brasil, que trabalha, contribui com a arrecadação de tributos sobre a renda, patrimônio, lucro, sobre produtos industrializados, sobre operações financeiras e a lista continua, que você também pode ter o seu passaporte, mas com validade de 10 anos, olha que maravilha, basta pagar a taxa de quase R$ 200,00.

Não se anime tanto assim, porque das filas na imigração você não escapará, a não ser que tenha também passaporte por outra nacionalidade, mas aí não é privilégio.

A OAB está certa em exigir explicações do Itamaraty e que os filhos do “nunca antes na história desse país” devolvam os passaportes.

Esse país é uma vergonha, certo está um amigo que diz que não é brasileiro, mas está brasileiro, quando o público se confunde com o privado e políticos usurpam de direitos e autoridade, o exemplo que fica é o pior possível, não cabe liderança legítima se não for pelo exemplo.

Adeus ao São Vito

Quem gosta de ir a São Paulo passear pelo centro da cidade e dar uma passadinha no Mercadão, ali na Rua Cantareira, conhece o edifício São Vito, ele foi inaugurado em 1959, com seus 27 andares, 624 apartamentos com área entre 28 e 30 m2, alguns andares chegavam a ter 24 apartamentos.

É quase um monumento, conhecido por seus vários apelidos como "treme-treme" e  "balança, mas não cai", já faz parte da paisagem da Avenida do Estado, mas desde setembro/10 vem sendo demolido e neste fim de semana o trecho entre o viaduto 31 de Março e a Avenida Mercúrio, no domingo, dia 9, das 6 às 18h ficará interditado para continuidade do projeto demolição.

* Foto Eduardo Knapp/Folhapress

Em 2004 a desocupação do edifício aconteceu, lá moravam 477 pessoas, que receberam indenizações no valor de R$ 4.000,00 a R$ 8.000,00. Os inquilinos que lá residiam também foram recompensados, mas com o bolsa aluguel fornecido pela prefeitura.

Confesso que vou sentir falta do espigão na paisagem do Mercadão, mas por outro lado, toda vez que tenho que estacionar por lá penso por que não constroem prédios garagem, tá aí, o projeto pelo menos indica que no local será construído uma garagem subterrânea e um novo prédio que ficará anexo ao Mercadão, onde estarão disponíveis eventos e uma escola de gastronomia.

Nossa, será a nossa Le Cordon Bleu?! Tomara que sim, merecemos algo no mesmo padrão.


Além do São Vito, o edifício Mercúrio também será demolido, os dois prédios foram preparados para, a partir de agora, serem demolidos em conjunto, mas não terá aquela implosão básica, com muita poeira e câmeras de TV registrando tudo?
 
Não, dessa vez não teremos um espetáculo de implosão e por motivos técnicos, o conjunto não possui profundidade suficiente para, digamos assim, aguentar os escombros da brincadeira, ficariam acumulados em uma pilha da altura de um prédio de 20 andares, isso só os restos mortais do São Vito, então será em doses homeopáticas.
 
O material retirado do conjunto em demolição é aproveitado pela prefeitura em obras de pavimentação na periferia, uma ótima demonstração de sustentabilidade.
 
Lá de cima do São Vito vê se a cidade de São Paulo toda majestosa, melhor que isso só do Terraço Itália!!!
 

* Foto Almeida Rocha/Folhapress

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Diário de Uma Futura Magra - Fim de Ano


Eu avisei de cara que não ia ter saco pra fazer diário, não dá para ficar escrevendo a vida toda, todo dia, tenho mais o que fazer!!!!

É isso mesmo, meu humor não está dos melhores, vou juntar o fim de ano no pacote e boa!!!!

Ufa, não sei por que a gente tem que ser gorda, a vida de magra é mais fácil em tudo, primeiro que não precisa planilhar o que come, comprar roupa é muito mais simples, tudo fica bom, ninguém repara a quantidade de comida que tem no seu prato e aí vai....

Essa porra de dieta tá me matando de fome, ansiedade e saquice, lógico que não sou disciplinada como a Clara, não consigo ver aquelas maravilhas gastronômicas e ficar apenas olhando, quero comer bastante e sem demora.

Tá tão foda que sonho com comida, uma travessa de lazanha quentinha, com muito queijo e molho tem me acompanhado por noites a fio, na primeira acordei morrendo de fome, na segunda nem tanto, depois fui me acostumando com ela ali no meu sonho e agora já acordo sem fome, até parece que devorei a travessa inteira.

A balança é um castigo, a gente vicia nela e se fode, porque não consigo perder um grama, ela me engana toda manhã, mas a noite lá estão os gramas todos de volta e as vezes trazem mais amigos.

O Natal foi tranqüilo, sem grandes estragos, mas na passagem do ano dei PT, literalmente, começou com café da manhã em família na padoca, depois happy hour das meninas a tarde, muito chopp, bolinho de bacalhau e a caras feisa da Clara e da Michelle porque comi de tudo sem dó. A noite mais balada, festona na casa de amigos do Giba, muita música, animação, bebida, comida e a tentação foi imensa, caí de boca!!!!

Sabe que além de pesar na balança pesa também na consciência, mas sou firme, supero o trauma.

Almoço de ano novo, mais comida, bebida e sobremesas magníficas, já que a dieta foi pro saco, vamos comer todas as sobremesas, com licorzinho e trufinha para acompanhar o café.

Comecei o ano bem!!!! Nada de cumprir com a promessa de emagrecer, já estou até vendo aquele álbum de fotos caríssimo com minhas fotos de baleia, acho que não vai ter jeito, mas pensando bem, hoje em dia quem precisa de álbum, acho que vou distribuir máquinas descartáveis aos convidados e eles que façam seu álbum, mas sem foto minha!!!!

Voltei ao trampo, a vida continua, mas sempre tem um filho da puta, nesse caso filha que faz aquele comentário que gorda nenhuma quer ouvir, “nossa, parece que antes de você emagrecer está engordando!!!”, morte a essa criatura!!!!!

Acho que vou seguir o conselho das meninas, vou marcar um nutricionista, me matricular na academia – não sei para que, só vou pagar e passar lá para falar oi, acho que terapia é mas eficaz - , fazer drenagem linfática, será que drena toda a gordura do corpo?! Acho difícil, mas vale tentar.

Enfim, tá muito foda, estou até com dó do Giba, solto os cachorros nele e o cara tá agüentando bravamente, é o amor, resta saber até quando!!!!

Bom, vou me esforçar para não cair mais em tentação, a galera podia ajudar, nada de convites para happies, baladas gastronômicas ou indicação de restaurante novo.

Dia de Reis


Hoje é dia de Reis, mas o que isso significa?


Diz a tradição cristã que 3 homens sábios ao perceberem no céu a presença de um novo astro buscaram saber o seu significado e consultando seus “arquivos” descobriram que era o sinal para o nascimento de Jesus, aquele se seria o Rei de Judá.

Cada um deles deixou suas terras em busca do menino Jesus, chegaram em Canaã e procuraram pelo menino, despertando a ira de Herodes.

Diz a tradição que a busca dos 3 sábios pelo Rei de Judá simboliza o reconhecimento do seu poder, onde os nobres se curvam diante da humildade da realeza Divina de Jesus, submetendo-se aos desígnios de Deus.

Os visitantes trouxeram presentes preciosos na época, nascendo assim a tradição de entrega de presentes, que acontece até hoje no Natal.

Mas em alguns países o dia para a distribuição de presentes é o dia de Reis, ou seja, 6 de janeiro. O evento alastrou-se pela Itália, Portugal e Espanha e viro uma lenda sobre a mulher idosa, chamada Bifana que saia pelas ruas no dia 06 de janeiro distribuindo presentes para as crianças que tinham se comportado bem no ano que acabara.

A lenda se manteve via e forte por muitos anos, mas as tradições francesa e inglesa de distribuição de presentes no Natal acabou crescendo mais e sendo adotada na maior parte do mundo, muito embora ainda tenha força na Espanha.

No dia de Reis come-se o bolo de Reis, uma das versões é feita com frutas cristalizadas e na massa colocam-se pequenas imagens do menino Jesus e quem morder o pedaço com a imagem terá grande sorte.

Outra tradição que marca a data é o desmonte das Natal e demais enfeites usados no Natal, com isso marca-se o fim das comemorações do nascimento de Jesus.

Tradição que é tradição vai sofrendo mutações com o passar dos tempos e em mundo globalizado e capitalista acaba virando motivo de incremento comercial, em São Paulo pode-se encontrar confeitarias que produzem o bolo de Reis especialmente para esta data e os preços nem sempre são tão doces...

O importante é sabermos o que a data significa e a partir daí cada um decide como se comportar, mas que um bolinho cai bem, ah, disso não tenho dúvidas.