quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Casos Famosos de Violência Contra a Mulher - parte II

Em 05 de agosto deste ano postamos um artigo sobre casos famosos de violência contra a mulher, o post foi nosso recorde de acessos do blog, o que mostra a importância do assunto e a preocupação com os crescentes casos divulgados na imprensa.

Esta semana acompanhamos pela imprensa o andamento do caso da Mércia e da Eliza.

A justiça do Rio de Janeiro condenou o goleiro Bruno Fernandes a quatro anos e seis meses de prisão por cárcere privado, lesão corporal e constrangimento ilegal contra a ex-amante Eliza Samudio. É o primeiro passo no caso da suposta morte de Eliza, suposta porque o corpo não foi localizado até hoje.

Além de Bruno, também foi condenado a três anos de prisão por cárcere privado Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, acusado de envolvimento no caso. Os dois ainda respondem a processo pelo desapareciemnto de Eliza na justiça de Minas Gerais, onde corre o processo, digamos assim, principal e onde estão presos. Se você gosta de ler sentenças, é só acessar aqui a íntegra da sentença da justiça carioca. Os dois não poderão recorrer em liberdade.

Enquanto isso a justiça de Minas Gerais deve decidir ainda essa semana se leva Bruno, Macarrão e outros  supostos envolvidos no assassinato da modelo Eliza Samudio, ex-amante do jogador, são eles Dayanne Souza (mulher do jogador), Sérgio Sales (primo), Elenilson Silva (administrador do sítio do goleiro), Wemerson Souza, o Coxinha (amigo) e Fernanda Castro (ex-namorada de Bruno), todos responderão pelos mesmos  supostos crimes que Bruno, homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver e corrupção de menor. Já o ex-policial conhecido por Bola foi denunciado sob suspeita apenas de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Vamos aguardar a decisão da justiça mineira sobre os próximos passos do caso e se todos os envolvidos até então vão para júri popular, o que preocupa Bruno, pois a repercussão da caso faz dele praticamente um condenado pelo suposto homicídio.

No caso da morte da advogada Mércia Nakashima, ontem a justiça paulista decretou a prisão preventiva de Mizael e do vigia Evandro Bezerra da Silva, acusados de matar Mércia, ex-namorada de Mizael. O juiz de Guarulhos também decidiu levar os dois acusados ao júri popular. Ainda cabe recurso da decisão, mas é um passo importante dado no caso.

O advogado de Mizael disse que não foram comunicados da sentença, que tomaram conhecimento da decisão pela imprensa, mas imaginam que seja verdade tendo em vista a quantidade de policiais que apareceram na casa de Mizael para prendê-lo. Informou ainda que Mizael não se entregará até que forem julgados todos os recursos a que tem direito, desta forma Mizael é considerado foragido pela justiça, assim como o vigia Evandro.

Vamos aguardar os recursos e próximos passos, estamos acompanhando os dois casos e seus desenvolvimentos.

Triste sabermos que os principais agressores de mulheres são os seus companheiros ou ex companheiros, enfim, pessoas próximas que usam do privilégio da proximidade, familiaridade, confiança, etc para agredirem e matarem, não serão os últimos casos, infelizmente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!