terça-feira, 10 de agosto de 2010

O Que Você Anda Fazendo ?

Gosto muito dos livros da Isabel Allende, leio muito as obras dela e cada vez me surpreendo com um aspecto que não havia percebido no seu estilo de linguagem, a semana passada ela esteve na FLIP, lamentei não ter podido ir pro evento, deve ser bem legal, tirando, lógico, aquele discurso mais acadêmico.

Aí fiquei pensando esses dias, entre várias coisas, como deve ser complicada a tarefa do escritor. Como cheguei a isso? Fácil, se eu que sou uma pessoa relativamente bem informada e engajada tenho dificuldade para encontrar temas pra escrever e postar num blog diariamente, imagina um escritor!

As vezes a gente pensa que a vida deles é mais fácil, mais divertida e sem compromisso, não sei não....estou repensando! Como a pessoa consegue se programar para produzir? Pra quem trabalha num escritório, numa empresa, numa fábrica isso é simples: seu horário de trabalho é de tanto a tanto, mas quem não tem essa formalidade de vínculo empregatício, mas tem contrato assinado com editora para a produção do livro X?

Quando li seu livro "A Soma dos Dias" fiquei encantada com a história de vida dessa mulher, que batalhou para ser reconhecida como escritora, que não perdeu o encanto de amar, que superou as adversidades da perda de uma filha e também tive a oportunidade de entender melhor o seu processo criativo. Fascinante!

Fico pensando e tentando fazer um paralelo com a minha vidinha ordinária, comum, de quem levanta cedo pra encarar um dia de trabalho, com aquela histeria de telefone tocando, acompanhar tudo o que acontece no mundo, atender as solicitações de análise que me são feitas, explicar como funciona a legislação tributária desse país e aí por diante.

Quanto tempo perdemos com coisas que não nos agregam ou com as quais agregam pouco? Estamos colocando as coisas na sua real escala de importância? Como vão os 5 pontos centrais da vida: família, espírito, trabalho, saúde e o mundo lá fora?

Está sobrando tempo para viver plenamente os dias que passam cada vez com mais velocidade? Há quanto tempo você não se diverte de perder o fôlego de rir ou de ter o prazer de ouvir aquela música, assistir aquele filme? Fazer aquela viagem? O que mais você gosta e não faz há muito tempo?

Quantas perguntas...estou me sentindo uma auditora da sua vida, mas não encare assim, responda para você mesma.

Eu gostaria muito de ter mais tempo para fazer as coisas que realmente gosto, estou me esforçando para atingir essa meta, mas não está nada fácil, confesso! Vou persistir e você?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar!!