quarta-feira, 30 de junho de 2010

Noites Frias V...


Essa sopa é uma das minhas preferidas, sem a pimenta, é claro, não deixe de fazê-la, é de Frango com Capeletti, uma delícia, além de ser substanciosa, como diz a vovó.


Ingredientes:



Retirar Frango do Freezer


2 coxas e sobrecoxas


Temperar o Frango com:


1 colher de chá de páprica picante


1 folha de louro


1 limão


1 cebola média


1 pimenta vermelha dedo-de-moça


4 ramos de cheiro-verde


1 colher de chá de sal


1 talo de salsão


Iniciar o Preparo :


1 tablete de caldo de galinha


10 xícaras de chá de água


2 colheres de sopa de óleo de canola


1 colher de sopa de manteiga


3 tomates médios


500 gramas de capeletti fresco


1 colher de chá de sal


1 colher de sopa de salsinha


Modo de Preparo:


Retirar Frango do freezer e colocar na geladeira 2 coxas e sobrecoxas


Temperar com os ingredientes acima indicados, da seguinte forma:


1. lavar bem as coxas e sobrecoxas, esfregar a metade de 1 limão lavar novamente e deixar escorrer.

2. ralar 1 cebola média e passar na peneira.

3. em uma vasilha, colocar o frango, a cebola passada na peneira, em colheradas, a outra metade do limão espremido, 1 pimenta vermelha dedo-de-moça (ver dica), 1 de louro, 4 ramos de cheiro-verde amarrados, 1 colher de chá de sal, 1 colher de chá de páprica picante e 1 talo de salsão cortado em pedaços.

4. deixar descansar neste tempero por 1 hora.

Iniciar o Preparo :


1. dissolver 1 tabletede caldo de galinha em 10 xícaras de chá de água e reservar.

2. em uma panela colocar 2 colheres de sopa de óleo de canola e 1 colher de sopa de manteiga (ver dica). quando esquentar, colocar os pedaços de frango com os temperos, e deixar refogar.

3. acrescentar 3 tomates médios maduros sem pele (ver dica) e sem sementes. quando os tomates estiverem desfeitos, juntar um pouco do caldo de galinha reservado.


4. deixar cozinhar por 1 hora aproximadamente.

5. retirar o frango, desfiar os pedaços tirando bem os nervos e as peles. colocar este frango em uma panelinha pequena e cobrir com um pouco de caldo.

6. na panela em que o frango foi cozido, colocar o restante do caldo de galinha reservado e os ossos. Deixar levantar fervura. abaixar o fogo e cozinhar por 10 minutos. coar este caldo em uma peneira fina, voltar à panela e acrescentar 500 gramas de capeletti fresco e 1 colheres de chá de sal, deixar levantar fervura, cozinhar de 7 a 8 minutos aproximadamente. o capeletti deve ficar al dente.

7. se você quiser servir esta sopa com os pedaços de frango, esta é a hora de colocá-los. se não quiser, guarde o frango para pôr em uma salada no dia seguinte ou fazer um croquete etc.

8. colocar na sopeira, mexer bem, salpicar 1 colher de sopa de salsinha picada e servir em seguida.


Dicas:


(i) Pimenta: se quiser um prato mais apimentado, é só amassar a pimenta usada no tempero. se quiser só um sabor de pimenta, deixe-a inteira. quanto mais amassar, mais apimentado fica.

(ii) Al dente: é quando não fica nem mole e nem duro ao morder, oferece resistência.
ece resistência.

Você Conhece Vampiros de Energia?

Esta semana começamos falando de energia, força, ou seja lá o que for...e pra dar continuidade recebi um texto bem legal que nos faz refletir se somos sugadas ou se somos sugadoras.

Segundo Vera Caballero, jornalista, orientadora metafísica e professora de bioenergias e proteção psíquica, existe um tipo de vampiro que convivemos diariamente, não se ajuste, não estamos falando do mundo de Eclipse ou outras do tipo que estão em moda, mas são os vampiros de energia. Eles podem ser nosso irmão, marido ou esposa, empregado, amigo, vizinho, gerente do banco, ou seja, qualquer um do nosso convívio. Eles roubam energia vital, comum no universo, mas que eles não conseguem receber.


Mas, afinal, por que estas pessoas sugam nossa energia? Bem, em primeiro lugar a maioria dos vampiros de energia atua inconscientemente, sugando a energia sem saber o que estão fazendo. Isso acontece porque elas não conseguem absorver as energias das fontes naturais e ficam desequilibradas energeticamente.

Quando essas pessoas bloqueiam o recebimento destas energias naturais (ou vitais), precisam encontrar outras fontes mais próximas, que nada mais são do que as pessoas ao redor. Na verdade, quase todos nós, num momento ou outro da vida, quando nos encontramos em um estado de desequilíbrio, acabamos nos tornando vampiros da energia alheia.

Como identificar e combater essas pessoas? Seguem as dicas:

1. Vampiro cobrador: cobra sempre, de tudo e todos. Quando nos encontramos com ele, já vem cobrando o porquê não lhe telefonamos ou visitamos. Se você vestir a carapuça e se sentir culpado, abrirá as portas. O melhor é usar de sua própria arma, cobrando de volta e perguntando por que ele não liga ou aparece. Deixe-o confuso, sem tempo para retrucar e se retire rapidamente.

2. Vampiro crítico: crítica tudo e todos, e o pior que é só critica negativamente. Vê a vida somente pelo lado sombrio. A maledicência tende a criar na vítima um estado de alma escuro e pesado, que abrirá seu sistema para que a energia seja sugada. Diga 'não' à suas críticas e nunca concorde com ele. A vida não é tão negra assim. O melhor é cair fora e cortar o contato.

3. Vampiro adulador: o famoso puxa-saco. Adula o ego da vítima, cobrindo-a de elogios falsos, tentando seduzi-la. Muito cuidado para não dar ouvidos ao adulador, pois ele espera que o orgulho da vítima abra as portas da aura para sugar a energia.

4. Vampiro reclamador: reclama de tudo e de todos. Opõe-se a tudo, exige, reivindica, protesta sem parar. O mais engraçado é que nem sempre dispõe de argumentos sólidos e válidos para justificar seus protestos. A melhor tática é deixá-lo falando sozinho.

5. Vampiro inquiridor: sua língua é uma metralhadora. Dispara perguntas sobre tudo e não dá tempo para que a vítima responda. Na verdade ele não quer respostas, mas sim desestabilizar o equilíbrio mental da vítima, perturbando seu fluxo de pensamentos. Para sair de suas garras, não se ocupe à procura de respostas. Reaja fazendo-lhe uma pergunta bem pessoal, contundente e procure se afastar assim que possível.

6. Vampiro lamentoso: são os lamentadores profissionais, que anos a fio choram suas desgraças. Para sugar a energia da vítima, ataca pelo lado emocional e afetivo. Chora, lamenta-se e faz de tudo para despertar pena. É sempre o coitado, a vítima. Corte suas lamentações dizendo que não gosta de queixas, pois elas não resolvem situação alguma.

7. Vampiro pegajoso: investe contra as portas da sensualidade e sexualidade da vítima. Parece um polvo querendo envolver a pessoa com seus tentáculos. Ele suga a energia seduzindo ou provocando náuseas e repulsa. Nos dois casos você estará desestabilizado e vulnerável. Invente uma desculpa e fuja rapidamente.

8. Vampiro grilo-falante: a porta de entrada que ele quer arrombar é o seu ouvido. Pode falar durante horas, e enquanto mantém a atenção da vítima ocupada, suga sua energia vital. Para livrar-se invente uma desculpa, levante-se e vá embora.

9. Vampiro hipocondríaco: cada dia aparece com uma doença nova. É desse jeito que chama a atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados. Enquanto descreve os pormenores de seus males e conta seus infindáveis sofrimentos, rouba a energia do ouvinte, que depois sente-se péssimo.

10. Vampiro encrenqueiro: para ele o mundo é um campo de batalha onde as coisas só são resolvidas na base do tapa. Quer que a vítima compre sua briga, provocando nela um estado raivoso, irado e agressivo. Esse é um dos métodos mais eficientes para desestabilizar a vítima e roubar-lhe a energia. Não dê campo para a agressividade, procure manter a calma e corte laços com este vampiro.

Bem, agora que você já conhece como agem os vampiros de energia, livre-se deles o mais rápido possível. Mas, não esqueça de verificar se você, sem querer é obvio, não faz parte dessa lista...

Eu consegui identificar ao meu redor vários tipos de vampiros, confesso que fiquei chocada com a quantidade e variedade dessa lista e como ela se materializa nas pessoas que nos cercam.

Mantendo a minha tradição de chata e crítica, coloquei-me sob análise, acho qeu não sou uma vampira dessas, mas confesso que as vezes a tentação e a convivência me colocam pitadas de vampiradas dessa lista, mas ainda bem que o volto logo ao normal e mantenho só a minha chatice, mas nada de vampiros.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Moda à La Madonna

Se você foi adolescente como eu nos anos 80 vai se lembrar bem do figurino usado pela Madonna, as meninas da época ficavam malucas, foi uma febre!

Apostando nisso e no resgate da tendência coll do seu figurino oitentinha, Madonna  criou um linha de roupas chamada Material Girl.

Lógico que não chegará ao Brasil pelos caminhos convencionais, mas se você for para os EUA a partir de agosto e der uma passadinha em uma das lojas da rede Macy's você poderá ver a linha completa e quem sabe comprar alguma coisinha. Estará disponível na rede Macy´s a partir de 3 de agosto.

Abaixo algumas fotos pra você relembrar o estilo oitentinha de Madonna:



Madonna comentou que a linha é uma extensão do gosto de Lourdes, sua filha de 13 anos, que colaborou com a mãe na criação da coleção. Combinaram peças de couro com laços, misturaram texturas e tecidos a elementos que são tanto masculinos quanto femininos, deixando a coleção bem moderninha.


A coleção de vestuário, calçados, bolsas, joias e luvas sem dedos, como as que Madonna popularizou nos anos 1980, terá preço acessível ao grande público: de US$ 12 a US$ 40 (de R$21 a R$72).  Quem comprar pode ter em mãos uma peça que valorizará muito no futuro, podendo alcançar preços dignos de leilões e peças de colecionadores, quem se arrisca?!


Não se Contamine com o Lixo Alheio

Como o tema dessa semana é sobre qualidade de vida, energia, etc. resolvi colocar o texto abaixo que recebi de uma amiga. Bem interessante a fábula, estória ou seja lá o que for, fato é que faz todo  o sentido e muitas vezes a gente se deixa contaminar pelo lixo alheio.

Vamos ao texto:

"Um dia peguei um taxi para o aeroporto.


Estávamos rodando na faixa certa quando, de repente, um carro preto saiu de repente do estacionamento direto na nossa frente.

O taxista pisou no freio bruscamente, deslizou e escapou de bater em outro carro, foi mesmo
por um triz!

O motorista desse outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente.

Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.

Indignado lhe perguntei: 'Porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro, a nós e quase nos manda para o hospital ?!?!'

Foi quando o motorista do taxi me ensinou o que eu agora chamo de

"A Lei do Caminhão de Lixo."

Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo.

Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva, traumas e desapontamento.

À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar, e às vezes descarregam sobre a gente.

Nunca tome isso como pessoal.

Isto não é problema seu! É dele!

Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente.

Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, EM CASA, ou nas ruas.

Fique tranquilo... respire E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.

O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo estragarem o seu dia.

A vida é muito curta, não leve lixo com você!

Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações.

Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem.

A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da maneira como você a recebe!

Tenha um bom dia, e lembre-se! Livre-se dos lixos!"

Não é fantática a fábula da Lei do Caminhão de Lixo?! Por essas e outras que muitas vezes recebo um e-mail com textos assim e fico pensando se essa foi a forma de alguém muito criativo repassar a mensagem ou se realmnte acintece na vida da gente, mas o importante é que possamos compartilhar as experiências vividas e aprender a cada dia.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Sua Pele Merece Esse Cuidado: Água Termal

Com a queda brusca da umidade relativa do ar redobram nossa atenção com a saúde e os cuidados para não desidratarmos, esses cuidados não devem ser apenas com a  ingestão de líquidos, mas também com a hidratação da pele, que sofre horrores com a queda abaixo de 30%.



Os especialisats recomendam que o ideal é não esperar que o clima fique seco ou muito quente para usufruir de seus benefícios da água termal, bastando apenas algumas borrifadas na pele para hidratar, acalmar e até equilibrar o pH da pele.

Isso acontece porque a água termal tem  propriedades terapêuticas e contém nutrientes e oligoelementos de efeito imediato, mesmo após um peeling, queimadura ou outra ação irritante.

Mas o que é a água termal? Para ser denominada como termal a água deve ser pura, subterrânea e enriquecida pelos minerais contidos nas rochas. Ela contém até 2.000 mg de sais minerais provenientes do solo, sendo rica em selênio e zinco. Outra característica do líquido ainda na fonte é a temperatura elevada ( de 37 a 50 graus).

É rica em nutrientes, tem ação calmante, anti-inflamatória, suavizante, antioxidante, cicatrizante e hidratante e ainda renova as células, devido ao gás sulfídrico.



Á água termal é indicada até para as peles mais sensíveis, podendo ser aplicada inclusive nas assaduras de bebês e sem restrições de uso.  Deve ser usada durante o ano todo, pois além de evitar aquele ressecamento característico do inverno, ameniza os males do verão, como queimaduras de sol, sem contar que as borrifadas em dias de calor refrescam muito.

Mas o seu maior benefício é o equilíbrio da hidratação da pele, hidratando as peles mais ressecadas e diminuindo a oleosidade das mais oleosas. O produto, inclusive, auxilia no tratamentos médicos desses dois problema, garantem os especialistas.

Pequisadores afirmam que todos os benefícios estéticos da água termal já foram comprovados cientificamente, mas, para chegar ao consumidor com estas vantagens, o líquido precisa ser extraído por meio de uma tecnologia especial., de forma que não perca sua forma pura e seus nutrientes.


A  água termal é um importante coadjuvante em tratamentos estéticos, sobretudo porque, além de suas propriedades calmantes e minerais, não tem efeitos colaterais.

O produto, além de ser encontrado em spray, também pode estar nas composições de alguns cremes hidratantes faciais e corporais. As empresas têm apostado muito neste componente. A água termal ainda pode reforçar o efeito dos ativos presentes nos cosméticos.

Muitas marcas há tempos usam em sua composição a água termal, os mais antigos são os produtos comercializados pelas marcas francesas famosas como La Roche-Posay, Avène, Biotherm e Vichy, que já podem ser encontrados em drogarias e farmácias de manipulação brasileiras.

Os produtos à base de água termal não são vendidos exatamente “a preço de água”, podem ser bem caros, os mais baratos são os sprays de água termal, mas os cremes e demais cosméticos podem ultrpassar a casa dos R$ 100,00, a justificativa para valores tão altos, é simples: a água utilizada pelo laboratório Avène, na França, por exemplo, leva 40 anos para percorrer o trajeto de 80 quilômetros da nascente até o ponto onde é colhida, na cidade francesa que empresta o nome à empresa. Tá bom pra você?


Durante o percusro da água no subsolo ela não tem contato com a luz , não é contaminada por nenhum tipo de bactéria ou produtos químicos usados no solo. O rigoroso controle de qualidade exige que, na hora da extração, equipamentos retirem a água do subsolo e a encaminhem diretamente para a fábrica em dutos fechados. Se alguma impureza ou um único microorganismo for encontrado, a utilização da água fica suspensa até que dois testes seguidos comprovem sua pureza.

Abaixo conheça algumas das opções que o mercado disponibiliza:




 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Algumas dicas de uso:

 
1 - A qualquer hora do dia e em qualquer lugar. Ela pode, inclusive, ser levada na bolsa, mas atenção, pois apesar de não ter nenhum cuidado específico em relação ao seu armazenamento, deve ser abrigada do calor e da pressão, por estar contida em lata.

2 - Borrife pela manhã, ao acordar. Pode ser antes da maquiagem e de outros cosméticos.

3 - À noite, borrife novamente, após limpar a pele e antes de aplicar outro hidratante.

4 - No verão, deixe o frasco na geladeira para conferir ainda mais refrescância ao aplicar.

5 - Na praia, borrife após ou durante a exposição solar.

 

Cuide Bem da Sua Energia

Muito a gente ouve falar sobre a energia que cada um traz no corpo, muitos não acreditam nisso, mas mesmo assim concordo que com pequenos cuidados e atenção conseguimos evitar que nossa energia ou força ou qualquer outro nome que você queira dar se esvaia.

Por isso abaixo segue uma pequena lista par que você reflita:

1. Pensamentos obsessivos - Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos - mal comum ao homem ocidental, torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.


2. Sentimentos tóxicos - Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

3. Maus hábitos, falta de cuidado com o corpo - Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.

4. Fugir do presente - As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: “bons tempos aqueles!”, costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.

5. Falta de perdão - Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e si mesmo, fica ”energeticamente obeso”, carregando fardos passados.

6. Mentira pessoal - Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

7. Viver a vida do outro - Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.

8. Bagunça e projetos inacabados - A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro “escape” de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe “diz” inconscientemente: “você não me terminou! Você não me terminou!” Isso gasta uma energia tremenda. Ou você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do auto-conhecimento, da disciplina e da terminação farão com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

9. Afastamento da natureza - A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.



Não deixe que as suas atitudes e os seus comportamentos drenem a sua energia e tome muito cuidado com as pessaos ao seu redor, muitos amigos e entes queridos são verdadeiros vampiros de energia, atenção para não por perto um desses. Pense bastante, reflita sobre o que você quer pra você e boa semana.


sexta-feira, 25 de junho de 2010

O Drama nos Banheiros

O que é o banheiro na vida de uma mulher? Pois é, pode ser um grande problema, mas você já reparou que esse drama que enfrentamos nos banheiros é vivido apenas por mulheres, os homens são muito mais práticos, não sofrem com pequenas bobagens!


Uma vez recebi um texto contando a saga das mulheres em banheiros, principalmente os públicos, era muito engraçado e não tinha como não se identificar com algumas das situações narradas ali, me lembrei disso esses dias quando em um bate papo com algumas amigas falamos sobre o assunto.



A troca de experiências sobre o que cada uma já viveu em banheiros nos rendeu boas gargalhadas, certamente você também tem uma boa história pra contar.

Quando a gente viaja então....aí sim a coisa fica feia, se for de transporte terrestre nunca se sabe que banheiro encontrar nas estradas, no estado de SP ainda você tem chances de conseguir usar o local com pequenas reservas, mas assim que passamos as fronteiras, aí, ai, ai....é bom nem beber água durante a viagem.


E se for de avião?.! Pelo menos você sabe o que vai encontrar, um banheiro minúsculo, desses do tipo estica e puxa, mas que é melhor você só precisar usá-lo no início da viagem, o problema aumenta muito se a sua viagem for internacional, depois das 4 primeiras horas crescem progessivamente as chances do banheiro ficar "fora de uso".





Cada uma tem sua estratégia para se livar das saias justas impostas pelos banheiros da vida, mas em algumas situações a coisa fica preta mesmo!



Banheiros em eventos públicos, esse eu não entro nem por decreto! Primeiro, porque como já sou conhecida por ser a chata de plantão, a probabilidade de eu estar num evento que tenha banheiros desse tipo é quase nula. Mas como a gente não dever dizer nunca....se eu estiver em um local desses, diminuo drasticamente o consumo de líquidos.





Banheiros comuns a homens e mulheres, esses são os piores! Não adianta dizer que é preconceito, é difícil de encarar mesmo, é muito comum em clínicas e hospitais. Aconselho o uso em situações emergenciais apenas.





Banheiros com assentos turcos. Esses podem ser uma boa alternativa se forem mantidos com a higiene necessária, caso contrário é bate e volta. Uma vez estava em Paris naquele inverno rigoroso, daqueles que você usa 500 roupas de frio e num café depois da refeição vem  aquela ideia de turista, vamos apreveitar pra usar o banheiro aqui, mas como velhaca e chata que sou, mandei o marido ir primeiro analisar as condições. Salva pelo zelo! Nem pensar em tirar as 230 peças de roupas que restavam no corpo naquele lugar que a divisória entre o lado masculino e feminino era um tapume de madeira só na altura da cintura!

E em ambientes de trabalho?! A gente passa a maior parte do dia da gente no trabalho, não tem como não fazer do banheiro de lá uma extensão do seu, pena que o uso coletivo tráz alguns inconvenientes, mas é a vida. Não é difícil você passar aquela saia justa de precisar urgente fazer o número 2 e o banheiro está lotado de mulherada batendo papo, escovando os dentes, se maquiando....e você ali naquela agonia de matar!

Só mulheres passam por isso, os homens não ligam a mínima, primeiro porque já foram habituados a fazerem xixi juntos, aqueles mictórios são higiênicos e práticos, mas nada privativos, segundo que só entram na cabine pra fazer o número 2 mesmo, então batem papo, comentam a rodada da Copa e ainda quando saem soltam aquela "cara aquela pizza de ontem me mamtou!" Vê se pode?! Que constrangimento que nada!

As baladeira de plantão sempre têm boas histórias sobre os banheiros da night, acho que são as que mais sofrem, porque refazer a maquiagem, tirar a meia calça, achar apoio para bolsas e ainda de vez em quando chamr o Juca não é pra iniciantes. Já passei por situação de ter que segurar a bolsa com os dentes, porque a alça era curta e não passava no pescoço, colocar o celular no sutiã, porque se não cai no vaso e aí já era, com uma mão se faz a ginástica da calcinha e com a outra os lenços umidecidos pra finalizar e sem comtar o salto alto naquele chão liso e escorregadio! Vamos ser honestas, é coisa pra profissional.

Tenho uma amiga que já está descolada, na bolsa dela pode faltar tudo, mas nunca um kit com um pouco de papael higiênicos ou lenços de papel, lenços umidecidos e um sabonete líquido pequeno, pronto é o suficiente pra escapar dos apuros.

Também tenho uma amiga que passou uma ótima, estava prestando serviços numa empresa que basicamente só tinha engenheiros, você conhece bem essa espécie profissional, foi ao banheiro, desses individuais e separados por sexo, mas quando trancou a porta a fechadura quebrou, muito prática e tranquila nem esquentou a cabeça! Fez tudo o que tinha que fazer e depois pediu ajuda, esse foi o problema, não tinha como sair pela janela, o cheaveiro mais próximos estva a leguás de distância. Mulher decidida é outra coisa!!!! Pediu uma cha de fenda, um martelo e o famoso WD, martelou até as dobradiças sairem, ergueu a porta e saiu, linda e faceira. Detalhe: a engenharia inteira batendo palmas pro bom trabalho dela.

Eu uma vez também fiquei presa emum banheiro de restaurante, mas o velho padrãoda chatice me salvou de novo, não levei celular, nem bolsa, mas a minha demora chamou a atenção do meu marido que pediu pra irem olhar se estava acontecendo alguma coisa e bingo, abrirama porta pra mim.

Enfim, essa vida coisa de banheiros pode ser muito complicada, vale o cuidado de quando viajar levar sempre uma embalagem de lenços de papel e umidecidos, uma calcinha sobressalente na bolsa não ocupa muito e espaço e pode salvar seu dia, o importante é levar tudo com bom humor e não perder a esportiva e nem a brincadeira, porque as boas risadas que damos com tudo isso não tem preço.


quarta-feira, 23 de junho de 2010

Noites Frias IV...

Vamos deixar o preconceito de  lado e preparar essa delíciosa Sopa de Couve-Flor, lembrando sempre que a receita é para servir 2 pessoas.

Ingredientes



Iniciar o preparo


20 buquês de couve-flor


2 xícaras de chá de água


3 colheres de sopa de manteiga


2 cebolas médias


3 colheres de sopa de farinha de trigo


4 xícaras de chá de leite


1 ½ tabletede caldo de legumes


1 colher de chá de molho de tabasco


2 colheres de sopa de salsinha


2 colheres de sopa de cebolinha


Modo de Preparo:


Iniciar o preparo


1. lavar 20 buquês de couve-flor e colocar para cozinhar na panela de pressão com 2 xícaras de chá de água por 3 minutos. reservar a couve-flor e a água.

2. em uma panela colocar 3 colheres de sopa de manteiga, dourar 2 cebolas médias) picadas, juntar 3 colheres de sopa de farinha de trigo (ver dica), retirar a panela do fogo e ir colocando 4 xícaras de chá de leite aos poucos para não empelotar (o ideal é misturar o leite com um batedor), voltar a panela ao fogo e deixar ferver por 10 minutos.


3. acrescentar a água reservada, a couve-flor bem picada, 1 ½ tabletede caldo de legumes, 1 colher de chá de molho de tabasco deixar ferver por 5 minutos.


4. por ultimo juntar 2 colheres de sopa de salsinha e 2 colheres de sopa de cebolinha picadas, desligar o fogo e esperar 10 minutos para servir.


Dica:


- colher de sopa: usar a colher de sopa da medida. encher a colher com o ingrediente. passar uma faca em cima para tirar o excesso do ingrediente. a medida ficará justa.


- a sopa fica com um sabor muito especial se você pingar algumas gotas de limão no fundo do prato.

É PIC, É PIC, É HORA, É HORA.....RA-TIM-BUM.....

Hoje dia 23 de junho é uma data muito especial, pois duas amigas queridas completam anos.




Parabéns para Giovana, muitas FELICIDADES, AMOR, SUCESSO, REALIZAÇÕES, SAÚDE.....tudo de bom pra você. Desejo que seu dia seja repleto de alegrias e boas surpresas.







Parabéns para Célia também, nessa data tão querida, que seus dias sejam repletos de muita ALEGRIA, PAZ, SAÚDE, AMOR, REALIZAÇÕES, SUCESSO....



Meninas aproveitem seu dia, curtam cada momento, brindem com os que amam, compartilhem o amor e divirtam-se muito.

Parabéns pelo dia de vocês!!!!!

Beijos,

terça-feira, 22 de junho de 2010

Sombrancelhas

As sobrancelhas são a moldura dos olhos, não há como negar! Logo, quanto mais bem definida estiverem, mais bonita e harmoniosa sua aparência ficará. Finas, grossas ou arqueadas, o importante é que sejam bem delineadas e combinem com o seu rosto e olhar.


Mas como conquistar uma sombrancelha perfeita? Verdade seja dita, ninguém nasce com as sombrancelhas dos sonhos, não tem jeito, temos que  recorrer a uma especialista, que fará a análise do formato do olho, do tipo de olhar e do rosto para delinear as sombrancelhas.

Hoje é comum você encontrar profissionais com formação para delinear sombrancelhas maravilhosas, são conhecidos como designer de sombrancelhas e podem ser encontrados em clínicas de estética, salões de beleza e cabelos.
As brasileiras ainda não têm com as sombrancelhas cuidados necessários, como estão já acostumadas as európias, que as desenham, religiosamente, a cada 15 dias, mas note que essa prática além de ser saudável garante ao seu rosto uma harmonia que faz toda a diferença, já que as sombrancelhas são capazes de dar vida às expressões e valorizar a maquiagem. Lembrando sempre que a grande sacada é que sejam naturais, não com aspecto de 'acabei de fazê-las`.

Uma sombrancelha bem desenhada também pode suavizar contornos e expressões, disfarçar olhares tristes e, até mesmo, valorizar olhares sérios.

Confira as dicas dos profissionais para o seu tipo de rosto e olhar:

Rosto fino e olhos redondos: sobrancelha deve ser levemente arqueada;

Rostos redondos: sobrancelha tipo oriental, quer dizer, com um ângulo bem levantado são as que dão maior longitude e equilíbrio a esse tipo de rosto.


Rostos quadrados: esse tipo de feições precisa ser suavizado, neste caso nada de sobrancelhas cheias ou com linhas finas, a ideal é a de grandes ângulos ficam perfeitas.

Rostos triangulares: não separe as sobrancelhas, quanto mais juntas melhor, a não ser no caso de olhos muito juntos, também é bom que sejam fininhas e curtas, para dar equilíbrio e realçar os olhos.


Olhar triste: a sobrancelha deve ser levantada no canto, ou seja, uma leve arqueada no final da sobrancelha para dar um semblante mais feliz;

Olhar sério: Sobrancelha mais horizontal, mais grossa, não tão arqueada;

Olhos muito grandes: Sobrancelha média, nem tão grossa nem muito fina e levemente levantada no côncavo, na linha da íris;

Olhos pequenos: sobrancelhas arqueadas, bem cortadas, aparadas e limpas.

Abaixo veja as indicações de como fazer você mesma suas sombrancelhas:




1. Penteie os pelos para cima com a ajuda de uma escovinha e cheque se há alguma ponta desalinhada, mais longa e evidente.


2. Corte com muito cuidado essas pontinhas, prestando atenção para não deixar os fios ficarem curtos em demasia e deselegantes.

3. Com uma pinça, remova os fios excedentes entre as sobrancelhas, mas não avance além dos limites do topo do nariz.

4. Remova os pelos que estão fora do traçado na parte de baixo da sobrancelha. Utilize um espelho de aumento para evitar erros.

Usar produtos adequados ajuda muito a fazer em casa a sua sombrancelha, veja uma boa dica do que usar no Faça Você Mesma:
 
 
Pinça Slant, Brown Shaping Scissors and Brush e Tweezermate 10 X Lightened Mirror, todos da marca Tweezerman, os preços pesquisados em abril de 2010 são de R$ 95, R$ 99, e R$ 79, respectivamente.


Agora se você está com a sua sombrancelha daquele jeito, com falhas ou excesso de pelos, por favor....corrija já essa situação!
Se você pretende fazer maquiagem definitiva para preencher as falhas da sua sombrancelha, primeiro verifique se o profissional é especialista em micropigmentação, isso pode ser a garantia de que o profissional escolherá a melhor nuance para criar os fios fake no seu rosto. para obter um efeito bem natural, o ideal é desenhar os pelos fio a fio antes de concretizar a maquiagem definitiva.

Agora se você já fez a definitiva e se arrependeu por algum motivo, calma, ainda há esperança, o laser ajuda a eliminar a coloração. Os especilistas dizem que é preciso fazer até seis sessões para remover o pigmento.
Se você tem aquelas falhas nos fios, procure um bom médico, pois ele pode prescrever medicamentos que são capazes de encorpar a sobrancelha, como as loções tópicas à base de minoxidil, que estimulam o crescimento dos pelos, mas não se arrisque, procure sempre um bom especilista médico.

O Conforto das Verdades

O mundo globalizado é realmente fascinante, nos permite compartilhar informações, sentimentos, opiniões, etc. Recebi de uma amiga querida o texto abaixo, que desconheço a autoria, se alguém souber quem o escreveu, por favor me avise.

O texto é realmente muito bom, toca em pontos nevralgícos, que deveriam nos fazer refletir sobre como somos, como agimos, que comportamento adotamos em nossas vidas privadas e corporativas, enfim...é um convite inteligente à reflexão, pelo menos foi pra mim.

Espero que você aproveite a leitura e também reflita!

"Ignorância não é desconhecer algo, é cristalizar um conceito

Como é agradável encontrar pessoas que não andam carregadas de certezas. Que às vezes franzem o cenho e dizem “eu não sei o que penso sobre isso, preciso refletir mais”. Com acesso instantâneo a qualquer informação, nos achamos especialistas em quase todos os assuntos. O que não falta no mundo é gente com opinião. E que pontifica verdades como se tivesse acabado de concluir um doutorado sobre a vida.

Sinto-me muito mais à vontade ao lado de quem admite que somos cheios de contradições, que o nosso saber é sempre provisório e vai mudando conforme as circunstâncias e os interesses pessoais. Ignorância não é desconhecer algo. É cristalizar um conceito que em certa época nos pareceu interessante e repeti-lo até a morte. O seu oposto, a sabedoria, leva em conta a sucessão de relacionamentos, a troca de experiências, a forma volátil como percebemos o mundo. O melhor aliado para isso chama-se tempo. E uma predisposição sincera para mudar, se for o caso.

Há um embrutecimento no modo de ver as coisas toda vez que nos sentamos confortavelmente sobre as nossas verdades. Não questioná-las é estar fadado a se converter numa criatura monolítica, previsível. Surpreender é uma boa forma de seduzir o outro. Claro, ninguém gosta de estar ao lado de uma gangorra de opiniões. Manter razoável coerência em nosso pensar é sinal de maturidade psíquica. Mas é recomendável fazer uma revisão periódica nos 10 mandamentos que carregamos orgulhosamente debaixo do braço.

Para tanto, conta a nossa flexibilidade em admitir que caminhamos mais ao lado do erro do que do acerto. Somos criaturas que tateiam, que reagem por impulso, que se deixam dominar por emoções. Nem sempre a razão tem algum papel a desempenhar. Orgulhar-se de uma ideia só depois de muito ponderar, cientes de que o nosso vizinho tem mil motivos para acreditar exatamente no contrário.

Já não dispomos da desculpa do isolamento. E, portanto, de não sabermos o que acontece do lado de lá. Da mais remota comunidade na África a Nova York, tudo está à distância de um clic. Pais, colegas, amigos e cônjuges fornecem o material básico para não nos sentirmos tão perdidos. Cabe a cada um de nós um esforço básico para não repetir ad infinitum o manual que é só deles. No máximo, pode ser um empréstimo provisório.

Lucidez é sinônimo de interrogação, não de ponto final. O mundo está cheio de juízes proferindo sentenças. Não sejamos mais um. Existe sempre uma outra perspectiva. Sobre tudo, sobre todos. Não é bom se dar conta de que não vale a pena morrer por uma ideia? Manter a coerência é outra coisa. É perscrutar atentamente o que se passa quando dizemos uma frase como se estivéssemos no alto de um púlpito. É relativizar, pelo bem geral da humanidade. Ou você acha que algum dia Hitler, Mussolini ou Stalin (a lista é grande) tiveram alguma dúvida de que estavam salvando o mundo da escória, do lixo que eram todos os que não pensavam como eles? Estejamos certos de que nada é certo para sempre. Investigar-se é um bom exercício para transformar a soberba em humildade."

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Saramago

Sexta-feira, dia 18/06/2010 José Saramago faleceu, um dos meus autores preferidos, recebi a notícia em meio à correria do dia-a-dia, mas não pude deixar de sentir a perda, como se fosse uma pessoa conhecida, daquelas que não se vê há muito tempo e com a notícia veio a tristeza da certeza de não vê-lo nunca mais!

Lembrei dos vários livros dele que li, os temas sempre muito atuais e polêmicos, já me bateu uma saudade que chega até a ser egoísta: não terei maisos lançamentos de fim de ano, eram meus presentes preferidos!


Em 1996 Saramago visitou o Brasil e foi conhecer a Fundação Casa de Jorge Amado, lugar encantador que também tive a oportunidade de conhecer. Esta foto tirada na época registra o encontro de Saramago com Jorge Amado. (foto extraída do site Fundação Casa de Jorge Amado)


Um autor ímpar, autodidata, inteligentíssimo, crítico e de opiniões corajosas, José Saramago faleceu aos 87 anos de vida, completaria em 16 de novembro mais um ano de vida.


Saramago é conhecido por utilizar frases e períodos compridos, usando a pontuação de uma maneira não convencional. Os diálogos das personagens são inseridos nos próprios parágrafos que os antecedem, de forma que não existem travessões nos seus livros.

Este tipo de marcação das falas propicia uma forte sensação de fluxo de consciência, a ponto do leitor chegar a confundir-se se um certo diálogo foi real ou apenas um pensamento. Muitas das suas frases ocupam mais de uma página, usando vírgulas onde a maioria dos escritores usaria pontos finais. Da mesma forma, muitos dos seus parágrafos ocupariam capítulos inteiros de outros autores. Por isso muitos consideram que o seu estilo  torna a leitura mais difícil, mas os seus leitores fiéis habituam-se facilmente ao seu ritmo próprio.

Estas características tornam o estilo de Saramago único na literatura contemporânea. É considerado por muitos críticos um mestre no tratamento da língua portuguesa.

Mas como agradar a todos é impossível, também possui críticos fervorozos ao seu estilo e principalmente às suas ideias.

De toda forma, para os que apreciam suas obras a perda foi terrível e, ouso a dizer, irreparável, pois não vejo nos autores que temos o mesmo estilo de marcação e escrita.


Em 1998 foi Prêmio Nobel de Literatura, o único autor de língua portuguesa a receber este prêmio.


Deixo consignada minha homenagem sincera a esse autor que muito aprecio, deixando a recomendação para os que nunca leram nada escrito por Saramago, que busquem conhecer sua obra.






Obras publicadas de José Saramago:

  • Terra do Pecado (Romance) - 1947
  • Os Poemas Possíveis (Poesia) - 1966
  • Provavelmente Alegria  (Poesia) - 1970
  • Deste Mundo e do Outro (Crónicas) - 1985
  • A Bagagem do Viajante (Crónicas) - 1973
  • As Opiniões que o DL teve (Crónicas) - 1974
  • O Ano de 1993 - 1987
  • Os Apontamentos (Crónicas) - 1976
  • Manual de Pintura e Caligrafia  (Romance) - 1977
  • Objecto Quase (Conto) - 1978
  • A Noite (Teatro) - 1979
  • Poética dos Cinco Sentidos (O Ouvido) (Ensaio) - 1979
  • Levantado do Chão (Romance) - 1980
  • Que farei com Este Livro? (Teatro) - 1980
  • Viagem a Portugal (Viagens) - 1980
  • Memorial do Convento (Romance) - 1982
  • O Ano da Morte de Ricardo Reis (Romance) - 1986
  • A Jangada de Pedra (Romance) - 1986
  • A Segunda Vida de Francisco de Assis (Teatro) - 1987
  • História do Cerco de Lisboa (Romance) - 1989
  • O Evangelho Segundo Jesus Cristo (Romance) - 1991
  • In Nomine Dei (Teatro) - 1993
  • Ensaio Sobre a Cegueira (Romance) - 1995
  • Cadernos de Lanzarote (1993-1995) (Diário) - 1997
  • Cadernos de Lanzarote I (Diário) - 1994
  • Cadernos de Lanzarote II (Diário) - 1995
  • Cadernos de Lanzarote III (Diário) - 1996
  • Todos os Nomes (Romance) - 1997
  • Cadernos de Lanzarote IV (Diário) - 1998
  • Cadernos de Lanzarote V (Diário) - 1998
  • O Conto da Ilha Desconhecida -1998
  • A Estátua e a Pedra - (Texto de encerramento de um convénio na Universidade de Turim, "Diálogos sobre a Cultura Portuguesa. Literatura-Música-História")
  • Discursos de Estocolmo - 1999
  • Folhas Políticas (1976-1998) - 1999
  • A Caverna (Romance) - 2000
  • A Maior Flor do Mundo (Conto) - 2001
  • O Homem Duplicado (Romance) - 2002
  • Ensaio Sobre a Lucidez (Romance) - 2004
  • Don Giovanni ou o Dissoluto Absolvido (Teatro) - 2005
  • Poesía Completa (Poesía) - 2005
  • As Intermitências da Morte (Romance) - 2005
  • As Pequenas Memórias - 2006
  • A Viagem do Elefante (Romance) - 2008
  • O Caderno (Textos escritos para o blogue. Setembro de 2008 a Março de 2009) - 2009
  • Caim (Romance) - 2009
  • O Caderno 2 (Textos escritos para o blogue. Abril de 2008 a Novembro de 2009) - 2009

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Poucas e Boas


No dia-a-dia a gente ouve cada coisa... no trabalho temos que engolir muitos sapos, ouvir muitas besteiras dos que se acham o máximo, dos que sabem tudo e não fazem nada, dos que pensam que são melhores, enfim...convivemos com o que o ambiente corporativo nos apresenta, não temos escolha. Será ?



Mas na vida privada as coisas mudam, ainda bem que podemos escolher os amigos, os amores, os animais de estimação, os prestadores de serviços e assim vai.

Ontem entre muitas pérolas que ouvi durante todo o dia, a melhor sem dúvida foi compartilhada por uma amiga querida, que do nosso bate papo corriqueiro e atualização dos últimos acontecimentos da semana ela soltou essa: " Quem nasceu pra Maria do Carmo não chega nunca a Laurinha Figueiroa!"
 

 
Quem se lembra da novela exibida na Globo em 1990 "Rainha da Sucata" onde a Regina Duarte interpretava a espavitada e cafona Maria do Carmo e a Glória Menezes a chiquérrima Laurinha Figueiroa entede bem o significado da frase acima.
 
Demos ótimas risadas com essa tirada e concordamos que realmente não adianta querer ser, tem que ter talento e competência pra chegar lá, isso não se restringe apenas ao mundo dos cafonas e chiques, mas a tudo que nos cerca na vida.
 
Em que grupo você está? Vale a pena a reflexão pessoal. Acredito realmente que todos podem ser melhores do que realmente são e me encaixo nisso, mas nem todos assumem e buscam melhorar enquanto ser humano, uma pena!
 
Nem por isso devemos deixar de fazer a nossa parte, vamos continuar acreditando. Nada de entrar no jogo daqueles que "ouvem o galo cantar e não sabem onde..." mas já saem reproduzindo, essa foi outra magnífica pérola que recebi.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Noites Frias III....

O Creme de Funghi com Massa Folhada é um capricho dos deuses e você merece esse mino no meio da semana. Deixe a preguiça de lado e encare o fogão como diversão, convide seu parceiro para participar do preparo ou suas amigas e amigos, abram um bom vinho e relaxem enquanto o creme fica pronto.

Ingredientes:



1 xícara de chá de funghi seco


2 colheres de sopa de manteiga


1 cebola média


11 cogumelos fresco shitake


2 colheres de sopa de farinha de trigo


5 colheres de chá de vinho branco seco


1 tablete de caldo de carne


1 xícara de chá de água


1 xícara de chá de creme de leite


2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado


1 colheres de chá de sal


200 gramas de massa folhada


1 ovo


Modo de Preparo:


Iniciar o preparo


1. em uma tigela colocar 1 xícara de chá de funghi seco para hidratar em uma xícara de água fria. reservar.


2. na panela colocar 2 colheres de sopa de manteiga, dourar 1 cebola média picada e juntar o funghi picado e já hidratado na água fria escorrido reservar a água, picar 11 cogumelos frescos shitake. misturar 2 colheres de sopa de farinha de trigo e mexer bem.


3. acrescentar 5 colheres de chá de vinho branco seco, 1 tablete de caldo de carne dissolvido em 1 xícara de chá de água. juntar a água do funghi até ficar um creme encorpado.

4. colocar o caldo de carne aos poucos, pode ser que nem precise usar tudo.

5. juntar 1 xícara de chá de creme de leite , 2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado e 1 colher de chá de sal, deixar esfriar um pouco e colocar o creme em cumbucas que possa ir ao forno.

6. cobrir as cumbucas dividindo 200 gramas de massa folhada cortada em rodelas, passar um pouco de 1 ovo batido nas bordas para a massa grudar.

7. levar ao forno quente por 10 minutos ou até a massa crescer como um suflê.

8. servir em seguida.
 
Dica:
Decore a mesa com um arranjo ou um vaso de flores, isso muda completamente o visual do jantar, coloque uma boa música pra tocar e aproveite sua noite.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Lábios em Evidência Sempre

Os lábios devem ser sempre ponto de atenção, mas no inverno merecem tratamento especial , pois dos carnudos aos finos, eles precisam de proteção redobrada frente às baixas temperaturas que provocam rachaduras e ressecamento.

É bom lembrar que não é apenas uma questão de beleza e estética, mas de boa saúde, pois os especialistas alertam que as pequenas fissuras nos lábios, quando não tratadas, são uma porta aberta para as bactérias, podendo provocar sérias infecções.
Para manter o problema bem longe dos seus lábios basta hidratá-los constantemente. De acordo com os especialistas, vale qualquer tipo de proteção, seja ela feita com gloss, batom ou produtos específicos para hidratação, todos funcionam como tratamento. A manteiga de cacau e a vaselina são mais recomendadas porque oferecem uma hidratação natural e evitam que os lábios percam água para o ambiente.

A hidratação precisa formar um filme protetor que evite a perda de água. Engana-se quem pensa que a saliva é uma boa aliada para proteger os lábios. A saliva contém pequenas enzimas digestivas que podem provocar até dermatite irritativa, então aquele velho hábito de umidecer os lábios com a saliva deve ser abandonado, principalmente no inverno.

A receita quase caseira, muitas vezes ensinada pelas avós, de passar um pouquinho de pomada contra assaduras nos lábios antes de dormir, também ajuda a renovar a pele e prevenir rachaduras. Essa alternativa é sempre recomendada para as pessoas que tomam medicações que provocam secura na boca ou para aqueles que acabam dormindo de boca aberta, que têm dificuldades para respirar pelo nariz, etc.

Mas atenção, as pomadas são feitas para o uso na pele e não em mucosas, por isso se você é daquelas que vai ficar inconscientemente lambendo os lábios durante a noite, evite usar o artifício das pomadas contra assaduras, pois você pode engolir o produto ou ter outras reações adversas.

Hidratar os lábios não tem contra-indicação e deve ser repetido quantas vezes for necessário, fique atenta porque seus lábios sinalizarão o momento preciso para a reaplicação de produtos protetores e hidratantes, não deixe a sensação de boca seca dominar você, aproveite para beber água e cuidar dos lábios.

Lembre-se que a água continua a ser a melhor forma de hidratação de todo o corpo. Nossa pele, cabelos, mucosas, etc refletem nossos hábitos alimentares, por isso beber água é sempre fundamental. Então, além de carregar na sua bolsa ou necessaire um bom hidratante e protetor labial, mantenha ao seu alcance uma garrafa de água.

Se seus lábios estão ressecados, com fissuras ou outros machucados, evite consumir frutas cítricas, pois a acidez do alimento prejudicará a região já afetada e sensibilizada. Outra boa dica é lavar sempre o rosto durante o dia, mas evite usar água quente, mesmo no inverno, não ceda à tentação!!!! A água fria ou morna é muito melhor para nossa pele, inclusive adote a prática de não tomar banhos muito quentes e demorados nesse período de temperaturas baixas, a exposição à água quente provoca o ressecamento da pele como um todo, causando escamamentos, micro fissuras, coceiras, etc.

Dê preferência nesta época do ano aos hidratantes corporais que contenham em sua formulação uréia ou lanolina, eles têm um alto poder de hidratação.

Abaixo elegemos alguns produtos para hidrataçãoe proteção labial, o mercado possui diferentes produtos com os mais variados preços, é só escolher o que melhor se encaixa à sua necessidade.


A La Roche Posay desenvolveu o Ceralip, é uma cera protetora e hidratante dos lábios, que consegue cumprir muito bem o propósito de reter a umidade dos lábios.

 
 
 
 
 
 
 
   

A Natura também tem uma opção para proteger os lábios, a linha Ekos tem a Manteiga Labial de Cacau



Outra opção é a pomada Bepantol, mas esta não é específica para lábios, mas sim para assaduras.


A Nivea tem o protetor Lip Hydra Care, específico para os lábios.

Da marca Granado você encontra o Hidratante Labial, produto também específico para os lábios.